Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

" Nelinha Querido " é reforço do plantel sénior masculino do Famalicense

" Clã Querido até no feminino deixa a sua marca ".Depois do avô Carlos Querido mais  conhecido por " Pai Querido ", do pai José " Zé " Querido, d...


" Clã Querido até no feminino deixa a sua marca ".
Depois do avô Carlos Querido mais  conhecido por " Pai Querido ", do pai José " Zé " Querido, do tio António Querido, e do irmão Luís Querido, agora é a vez de " Nelinha " Querido mostrar a sua aptidão para jogar hóquei em patins.A jovem atleta que na época passada envergou a camisola do Infante Sagres é reforço do plantel sénior do Famalicense, formação minhota que disputa o nacional da segunda divisão.Perante a ausência de um terceiro guarda redes no plantel sénior, o clube minhoto orientado por José Querido viu na jovem atleta qualidade para ser opção na sua equipa.O seu percurso desportivo começou no Liceo da Corunha, onde aprendeu a patinar e a jogar.Depois prosseguiu também em Espanha no Compania de Maria onde esteve dois anos. Nesse período e graças às suas boas exibições conseguiu representar a Seleção Galega.Em 2009 representou o Gulpilhares mas no ano a seguir deixou de jogar. Voltou à modalidade em 2015 onde envergou a camisola do Infante Sagres.Agora faz parte do plantel sénior masculino do Famalicense.
Ao Hóquei Minhoto Nelinha Querido falou desta sua nova aventura.
" O objectivo quando comecei a treinar com os seniores do Fac era para melhorar como guarda redes, ganhar velocidade, reflexos, concentração para quando chegasse a altura de treinar na equipa que ia representar estar melhor preparada mas, uma vez que a realidade da equipa não era a mesma que se tinha falado. Essa equipa ficou sem as melhores jogadores e perante isso não valia a pena estar a fazer muitos quilómetros.A partir daí, continuei a treinar no Fac para fazer aquilo que gosto. Surgiu então esta oportunidade. Falaram comigo e perguntaram se estaria interessada em fazer parte da equipa e, como é lógico não hesitei.Sabemos bem que estar numa equipa da 2ª divisão nacional com alguns jogadores ja experientes dá-nos outra motivação. Os treinos passam a ser todos eles uma competição para ti ".
Como foste recebida pelo grupo? Sentiste algum receio?" O grupo recebeu-me muito bem. Na verdade receava bastante de como seria recebida pelo grupo uma vez que estava-se a infiltrar uma mulher, mas a realidade foi outra. tenho de dizer que nos primeiros treinos notava-se que hesitavam cada vez que iam em direção à baliza e que encontravam a "Nelinha", mas isso já foi ultrapassado. Agora ate deixam marcas nas pernas ( risos).Digo que sou mesmo mais um elemento no grupo ".
E treinar com os seniores masculinos como é ?" Penso que treinar com os masculinos tudo é positivo. Ganha-se mais em tudo, uma vez que o jogo deles é muito mais rapido, a maneira de fintar é diferente. Ainda me lembro dos primeiros treinos em que estava num dos postes e quando tinha de ir ao outro a bola já estava dentro da baliza ( sorrisos ).Todas estas coisas bem aproveitadas por mim, farão de mim melhor guarda redes.Acho que tem tudo para dar certo num futuro e para terem outra visibilidade da "Nela Querido " como guarda redes.O futuro só a Deus pertence mas todos temos o sonho de representar o nosso país ".


Fonte: Hóquei Minhoto

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...