Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Um histórico de regresso

Fotos: Luís Velasco Video: Sac i Ganxo, CherryMrLee E, de repente, o Voltregà chegou-se à frente para o lote de candidatos à conquista da Taça do R...

Fotos: Luís Velasco

Video: Sac i Ganxo, CherryMrLee

E, de repente, o Voltregà chegou-se à frente para o lote de candidatos à conquista da Taça do Rei. A equipa de Sant Hipólit recebeu nos dois últimos jogos em casa os líderes Barcelona e Liceo e venceu os blaugrana - infligindo-lhes a primeira derrota da época - e empatou com os galegos, num jogo com quatro golos para cada lado. No lançamento da Taça do Rei, Daní Rodriguez relativiza a importância destes resultados. "Fizemos grandes jogos com o Barça e o Liceo, mas isso é passado. Agora temos de olhar em frente e dar tudo para vencer o Reus, porque os jogos que passaram já não contam", frisa ao HóqueiPT.

O Voltregà é um dos históricos do hóquei espanhol. Com cinco Taças do Rei conquistadas, é no entanto o mais infeliz na história das finais, contando com um recorde de 13 (!) perdidas.

No ano passado, a equipa de Ricard Ares cairia nos quartos-de-final com o Reus num encontro que reeditam - mas procurarão vingar - este ano. O jovem atacante Alex Rodríguez frisa que são situações distintas. "O ano passado chegámos à Taça depois de uma ausência de 11 anos. Era um prémio para o grande trabalho que fizemos na primeira volta da OK Liga. Este ano é tudo diferente porque vamos para ganhar a Taça. Na nossa cabeça está este jogo contra o Reus e vencê-lo para chegar às meias", ambiciona.

Eric Vargas

Eric Vargas partilha a perspectiva de Alex. "Na temporada passada fomos para disfrutar, acabando por não a disputarmos como deveríamos ter feito", reconhece, partilhando também a ambição do seu colega. "Esta temporada é para ganhar. Passo a passo, claro. Vamos fazer tudo para ganhar ao Reus e poder dar uma grande alegria aos nossos adeptos, que estão sempre ao nosso lado, dando tudo, e merecem ser recompensados por nos seguirem da maneira que seguem", admite.

Daní Rodriguez

Os adeptos e a claque de apoio à equipa estão sempre presentes no discurso dos jogadores do Voltregà. "A Sac i Ganxo estará connosco até à morte. São muito importantes e de certeza que farão com que joguemos em casa, ainda que seja em Blanes", sublinha Dani Rodríguez, um dos mais consagrados do plantel azul-e-branco, numa opinião reforçado pelo seu irmão, Alex. "Não é uma frase feita a de que os adeptos são o sexto jogador. No nosso caso, temos todo um povo por trás, a puxar por nós nos jogos, e foram a chave para a vitória contra o Barcelona ou o empate com o Liceo. Esperamos muita gente nossa na Taça", deseja.

Alex (mais novo) e Daní (mais velho) são irmãos. Mas o clã Rodríguez de Sant Hipólit não se fica por aí. Carles nasceu pelo meio e também deu jogador. O ano passado esteve no SHUM da Primera División mas este ano optou por uma equipa que milita nos campeonatos da Catalunha.

O Reus é uma das melhores equipas da OK Liga mas o crescimento sustentado do Voltregà permite acalentar uma vitória. "Acredito que somos melhores do que no ano passado e, estando a 100%, tudo é possível. No ano passado era um prémio estar presente na Taça. Este ano queremos ganhá-la", ambiciona o guarda-redes Roger Torello, protagonista de uma assombrosa exibição com o Barcelona para a OK Liga.

Roger Torello

Também Ricard Ares acredita no projecto do clube e no sucesso nesta Taça. "Estamos a crescer como clube e como equipa. Todas as temporadas damos pequenos passos. Na última temporada, conseguir participar na Taça foi um progresso e nesta trabalhámos e crescemos para sermos competitivos. Fomos capazes de vencer equipas grandes e vamos tentar ganhar ao Reus", promete o treinador do conjunto azul-e-branco, lembrando que o Voltregà já venceu o Reus esta temporada. "Já os vencemos na OK Liga, controlando as suas virtudes nas transacções e neutralizando as características individuais especificas de cada um deles. E, acima de tudo, pondo muita intensidade no nosso jogo", recorda.

Ricard Ares

Alex Rodríguez, um talento que se afirma

A aposta do Voltregà, clube com centenas de jovens na formação, passa pelos jogadores da casa. "A cultura de usarmos jogadores da casa tem dado frutos e grandes jogadores", sublinha Ricard Ares.

Um deles, já uma certeza em Espanha, será Alex Rodríguez. Com 21 anos, Alex é o melhor marcador do Voltregà e um dos destaques da Liga, tendo sido associado a um interesse do Barcelona. Para já não passa de rumor e o jogador só pensa em ajudar a equipa. "Não penso no que dizem de mim. Tento render o máximo e dar o melhor de mim mas nunca para agradar aos outros", afirma, reconhecendo um bom momento. "Sinto-me bem e acredito que estou a trabalhar bem na OK Liga. Vamos ver como corre esta Taça. Para mim vai ser especial e espero ajudar os meus colegas a chegar o mais longe possível", deseja.

Alex Rodríguez

Quem se destacará nesta Taça? Fala quem sabe…

Eric Vargas venceu a 20ª jornada da OK Manager, passatempo promovido pela Federação Espanhola, com um recorde de pontos. Num jogo em que vence quem escolhe os jogadores que se distinguem em cada jornada, o HóqueiPT desafiou Eric a fazer um cinco para a Taça do Rei. "Os jogadores que destacaria, sem mencionar os do jogo entre Reus e Voltregà, que acredito será decidido pelo trabalho de grupo e não individualidades, são Aitor Egurrola (Barcelona), Martín Payero (Cerceda), Josep Lamas (Liceo), Mia Ordeig (Vic) e Sergio Miras (Vendrell)", vaticina. Decididamente um cinco que poucos treinadores desdenhariam.

"¡Jo soc Panchito Velazquez!"

Os dias que antecederam a Taça do Rei ficaram marcados por um extraordinário vídeo de apoio ao Voltregà que a claque Sac i Ganxo, uma das mais fervorosas (e criativas) de um hóquei espanhol a que vai faltando alguma paixão nas bancadas.

Os grandes rivais dos Sac i Ganxo são os Vigatans 1705, claque de apoio ao Vic. A rivalidade é no entanto encarada com espirito desportivo e quase sempre recorrendo ao humor.

"Demonstraram que nesta ocasião não nos vão falhar", comenta o guarda-redes Roger Torello que em Sant Hipólit tem literalmente as costas guardadas pela claque. E reconhece a sua importância. "São o sexto homem da equipa. Sem eles perdemos força mas, para nossa sorte, nunca nos falham", reitera.

.easyhtml5video .eh5v_script { display: none; }

Como chega o Voltregà à Taça do Rei

Posição na OK Liga: 7º.

Performance na OK Liga: 9 vitórias, 6 empates e 7 derrotas, com 71 golos marcados e 61 sofridos.

Contra o Reus Deportiu: Vitória 2-1 em casa (18 Out), derrota 5-4 fora (3 Fev).

Último jogo: Derrota 4-2 em Vic.

Momento: Uma derrota.

Melhor marcador: Alex Rodriguez.

Taça do Rei: Presente em 18 finais, conquistou "apenas" cinco.

Taça do Rei 2014: Derrota nos quartos-de-final (2-5) com o Reus.

Jogos relacionados

Reus D 0 : 0 27 Fev 21h00 CP Voltregà


Veja esta e outras noticias em: HoqueiPT

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...