Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

FASE REGULAR DA III DIVISÃO CHEGOU AO FIM

FASE REGULAR DA III DIVISÃO CHEGOU AO FIM
Chegou ao fim no passado domingo a fase regular da III Divisão Nacional, tendo sido apuradas as três equipas que sobem directamente à II Divisão e as ...

Chegou ao fim no passado domingo a fase regular da III Divisão Nacional, tendo sido apuradas as três equipas que sobem directamente à II Divisão e as três que irão disputar o lugar em falta. As equipas Ribatejanas a disputar a Zona Centro tiveram prestações diferentes que permitem tirar conclusões positivas e negativas desses desempenhos.

Foto: João Flores

  • ACR Santa Cita - 7º Clas. 26 pontos (8V 2E 12D) 80 GM - 87 GS
  • A equipa da Aldeia Ribatejana do Hóquei em  Patins terminou a prova com uma vitória fora frente ao HC Santarém por 1-3. Apontada como uma das equipas candidatas aos lugares cimeiros da Zona Centro a equipa de Pedro Almeida nunca fez jus a essa condição e realizou um campeonato com altos e baixos com varias jornadas sem conseguir vitórias e por vezes com exibições abaixo do espectável fase à qualidade de alguns jogadores do seu plantel como é o caso de Zig, Tiago Barreiro, Rui Oliveira e o próprio Pedro Almeida. A equipa de Santa Cita teve no 5º lugar a melhor posição durante o campeonato e no 9º a pior tendo quedado-se pela 7ª posição com o registo da pior média de golos marcados (3,64). No entanto coisas boas aconteceram nesta época da equipa, com a maior fatia a recair na utilização de muitos jovens oriundos da "cantera" que para além da experiência ganha, colocaram ao serviço da equipa a irreverência da juventude e o amor ao emblema que ostentam ao peito e a qualidade que lhes é apontada. Rui Oliveira foi o melhor marcador da equipa com 18 golos apontados, seguido por Tiago Barreiro com 15 golos.
    Foto de arquivo: Nuno Abreu - Noticias de Ourém

  • J. Ouriense - 11º Clas. 11 pontos (3V 2E 17D) 102 GM - 166 GS
  • Os jovens Ourienses terminaram a III Divisão com uma derrota fora por 4-1 frente ao ACD Vila Boa Bispo. A equipa de Francisco Mendes, a mais jovem da prova e possivelmente dos Nacionais, constituída apenas por jogadores formados no clube Ouriense, alguns dos quais ainda com idade de júnior e já no decorrer do campeonato contou com a experiência de Hélder Ferreira começou com um empate caseiro a que se seguiram uma serie de derrotas, interrompidas por um empate, voltando de novo as derrotas até à primeira vitória obtida na 11ª jornada, ultima da primeira volta frente ao ACD Vila Boa do Bispo por 9-8. As outras duas vitórias já na 2ª volta acontecem em casa 16-4 frente ao HC PDL e fora frente ao HC Santarém por 8-12. Francisco Mendes ciente das limitações da sua equipa, mas da "matéria-prima" que tinha para trabalhar acabou por realizar um trabalho para dar frutos a médio prazo e nesse aspecto a participação Ouriense nesta III Divisão poder-se-á considerar positiva. Numa equipa sem referências onde o colectivo imperou, Diogo Bernardes merece nota de realce pelo 4º lugar alcançado na lista dos melhores marcadores com 35 golos apontados. Carlos "Carlitos" Clemente foi o 2º melhor marcador da equipa com 17 golos apontados. Pela negativa para a equipa de Ourém três pontos a salientar, equipa com mais derrotas (17), mais golos sofridos (166), pior média de golos sofridos (7.55).
    Foto: HC Santarém

  • HC Santarém - 12º Clas. 9 pontos (2V 3E 17D) 90 GM - 156 GS

  • A equipa Escalabitana que este ano se estreou nos Nacionais terminou a prova com uma derrota caseira 1-3 frente ao vizinho Santa Cita e terminou na ultima posição. Os pupilos de António Vicente formaram à imagem da J. Ouriense uma equipa jovem, das mais jovens do nacionais e como debutantes nestas lides tentaram "absorver" ao máximo os ensinamentos do seu experiente treinador e ganhar experiência jogo a jogo para num futuro a médio prazo poderem ambicionar a "voos" mais altos. Com a maioria dos jogadores formados no clube o HC Santarém iniciou a prova com uma derrota e viria nesta primeira volta a conseguir duas vitórias fora, uma em Ourém (2-5) e outra em Santa Cita (4-7). Na 2ª volta apenas um empate caseiro (4-4) frente ao HC PDL a que se juntaram aos dois empates da 1ª volta, em Paço do Rei (6-6) e em casa (7-7) frente ao FCO Hospital. Hugo Morais com 33 golos foi o melhor marcador da equipa seguido por João Azevedo com 19. Pela negativa a equipa de António Vicente tem 6 pontos a referir, menos vitórias (2), mais derrotas (17), pior diferença de golos (-66), pior quociente de golos (0.58), pior média de pontos (0.41) e pior percentagem de pontos (14%).
    Avaliada a participação das equipas Ribatejanas resta saber se as mesmas avançam para algum Torneio de Encerramento para evitar a longa paragem até ao inicio da época 2015/2016, salientando ainda que na III Divisão Centro a Académica de Coimbra venceu e o Académico da Feira segue para a poule de apuramento.

    Fonte: Francisco Gavancho / Cartão Azul

    Comentários

    Notícias lidas no momento

    A carregar...