Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Barcelona aponta à 21ª

Barcelona aponta à 21ª
Apontado como o grande favorito à conquista da Liga Europeia, o Barcelona chega a Itália já com o 26º título espanhol conquistado, procurando agora o ...

Apontado como o grande favorito à conquista da Liga Europeia, o Barcelona chega a Itália já com o 26º título espanhol conquistado, procurando agora o 21º troféu na prova máxima continental.

Para o treinador Ricard Muñoz, o Barcelona vai a Bassano com apenas um objectivo em mente. “Tentar um título que é o mais importante e o mais atractivo para todos”, refere. “Chegam aqui as quatro equipas que se mostraram melhor, com mais qualidade e será uma Final Four totalmente aberta”, afirma, dividindo o favoritismo com as restantes participantes.

Ricard Muñoz no último apronto antes das meias

Sobre o jogo das meias-finais, com o Breganze, Ricard Muñoz antevê um grande jogo “Teremos um adversário muito competitivo e serão 50 minutos com dois planteis com muitos recursos mas com dois estilos de jogo totalmente diferentes”, realça. “O Breganze terá certamente um grande rigor, com posses de bola muito longas e dois jogadores que arriscam pouco no ataque mas outros dois que têm muitas soluções técnicas para chegar ao golo”, analisa.

Uma Liga por cada dedo das mãos?

Se o Barcelona procura a sua 21ª Liga Europeia, o guarda-redes Aitor Egurrola procura a sua 10ª a nível pessoal, mais do que contam os clubes das outras duas potências – Portugal e Itália – juntos.

Mas o guarda-redes de origens bascas mantém a ambição. E como se mantém essa ambição? “Porque o dia em que não tenha a mesma vontade de ganhar, será o dia em que dou um passo ao lado e me retiro”, explica ao HóqueiPT. “Neste momento estou com muita vontade, estou bem fisicamente e aos 34 anos continua com a mesma ambição de sempre, de continuar a ganhar e a somar títulos”, refere o guarda-redes que está a menos de uma mão cheia de troféus de bater o recorde de 58 de Beto Borregan.

Aitor Egurrola

Em 2010, o clube mais representativo da cidade condal e da Catalunha conquistou em Bassano o seu 19º troféu. “Houve um ambiente espectacular, mas do que me lembro melhor foi de que o público local, as pessoas daqui, aplaudiu muito no final a nossa partida e o nosso título”, relembra já em Itália. “Esperamos que, de novo em Bassano, a equipa possa fechar a temporada com outra Liga Europeia”, deseja.

Nesta Final Four as balizas das quatro equipas presentes serão defendidas serão defendidas por três guarda-redes de escola catalã – para além de Egurrola ou Sergi Fernandez (ainda que este último tenha nascido em Maiorca) pelo Barcelona – estarão certamente no cinco inicial das suas equipas Edo Bosch (FC Porto) e Carles Grau (CP Vic). Coincidência? “Não é uma casualidade”, diz Egurrola. A história tem-nos demonstrado que se formam grandes guarda-redes na Catalunha. Há uma grande tradição e é uma excelente notícia que se imponham em grandes equipas”, assinalada o “Polvo”, como é conhecido.

Reinaldo Garcia

No final do último apronto antes do jogo das meias-finais, Reinaldo Garcia esteve à conversa com o HóqueiPT. De regresso a Portugal na próxima temporada, o internacional argentino – que teve a surpresa de mais um reencontro com o “irmão” Emanuel Garcia (jogador do Bassano) - pode defrontar, à semelhança do último ano, o seu ex e futuro clube, o FC Porto.

Jogos relacionados

FC Barcelona 0 : 0 2 Mai 20h30 H Breganze


Veja esta e outras noticias em: HoqueiPT

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...