Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Protagonistas da Final Four conhecidos

Protagonistas da Final Four conhecidos
Valongo, Oliveirense, Benfica e Óquei de Barcelos são os semifinalistas da edição deste ano da Taça de Portugal. Em quatro partidas, destaque para o a...

Valongo, Oliveirense, Benfica e Óquei de Barcelos são os semifinalistas da edição deste ano da Taça de Portugal. Em quatro partidas, destaque para o apuramento de três visitantes, sendo que só o Sporting venceu a jogar perante o seu público.

Sporting passa campeão

O Sporting foi o primeiro a garantir um lugar na Final Four. Os leões venceram o Valongo por 4-2, num jogo só decidido nos minutos finais. Tiago Losna inaugurou o marcador aos sete minutos e o seu golo permaneceu solitário no marcador muito para lá do intervalo. Já nos nove minutos finais, Nuno Araújo empatou de livre directo numa altura em que o Valongo já ameaçava chegar ao golo. Mas logo de seguida, André Moreira recolocou o Sporting na frente.

Num minuto louco, ao segundo golo do Sporting seguiu-se nova bola parada para a equipa de Paulo Pereira, desta feita uma grande penalidade. Os ânimos na bancada ultrapassaram o que a dupla de arbitragem consideraria razoável e o jogo esteve largos minutos interrompidos, à espera de reforço policial.

No regresso ao jogo, Nuno Araújo não converteu a grande penalidade mas, menos de meio minuto depois, Henrique Magalhães fez o 2-2.

O Valongo puxou dos galões de campeão e assumiu o jogo. No entanto, tal seria fatal. Nos derradeiros três minutos, João Pinto e Losna marcaram em contra-ataque e carimbaram a presença na meia-final da Taça de Portugal.

Oliveirense

A Oliveirense apurou-se para a Final Four com uma vitória em casa do Tomar, da II Divisão. A partida corria de feição ao conjunto orientado por Tó Silva, chegando ao intervalo a vencer por 0-2 e já na segunda parte a um 2-5 que parecia suficiente para um resto de partida tranquilo. Mas o Tomar tinha outros planos. Os nabantinos chegaram à diferença mínima (4-5), obrigando a Oliveirense a sofrer até perto do final, quando o sexto tento chegou pelo stick de André Azevedo. Gonçalo Alves e Tó Silva (ambos a bisarem) e Martin Montivero marcaram os outros golos dos adversários do Sporting na Final Four, no que será o quinto encontro da época entre as duas equipas.

Esta será a quarta presença em cinco anos da Oliveirense na Final Four da Taça de Portugal, que culminaram nas conquistas de 2011 e 2012.

Sonho pacense durou um quarto-de-hora

Houve festa da Taça em Paços de Ferreira. Porque nem só de vitórias se fazem as festas.

O Juventude Pacense recebeu o Benfica e manteve-se na luta até ao quarto-de-hora. Gil Vicente inaugurou o marcador e a equipa da casa esteve na frente quase cinco minutos. Empataria Nicolía de grande penalidade para, pouco depois, João Rodrigues fazer o 1-2.

A equipa pacense não esmoreceu e chegou ao empate num contra-ataque finalizado por João Paulo Marques a meio da primeira parte, mas Nicolía, novamente de grande penalidade, bisou e recolocou os encarnados na frente. Pouco depois, Tiago Rafael fez o 2-4, a primeira vantagem de dois golos na partida.

O Juventude Pacense teve oportunidade de reduzir - na 10ª falta encarnada - mas João Paulo Marques não aproveitou. E até ao intervalo só deu Benfica, com Miguel Rocha a marcar por três vezes e Estebán Aballos a apontar o outro dos oito golos com que os encarnados chegaram ao intervalo.

Para a segunda parte, os treinadores trocaram os guarda-redes - entraram Jorge Mesquita e Pedro Henriques para o lugar de Daniel Lucas e Guillem Trabal - e o Benfica descansou a uma semana do jogo que pode valer o título nacional.

Miguel Rocha apontou o quarto golo da sua conta pessoal e, depois do Juventude Pacense lograr dois golos, Valter Neves e João Rodrigues elevaram o pecúlio encarnado para mais de uma dezena de golos, terminando a partida com 4-11 no marcado.

Barcelos

No jogo que fechou os quartos-de-final, o Barcelos venceu em Turquel por 1-5.

A noite começou bem para os alvinegros da Aldeia do Hóquei, com Paulo Passos a inaugurar o marcador, mas no descanso, o Barcelos já vencia por 1-2, com golos de Luís Querido e Zé Pedro.

Depois de já na época passada ter caído nos quartos-de-final, o Turquel viveu mais uma noite aziaga. Na etapa complementar, João Guimarães, Zé Pedro e Luís Querido construíram o resultado final, num jogo em cuja arbitragem foi muito contestada pela equipa da casa.

Na luta por um lugar na Liga Europeia no próximo ano e já com lugar garantido na Final Four da CERS, este foi mais um capitulo na brilhante época da equipa comandada por Paulo Freitas.

Final Four

Ainda com local por definir, a Final Four terá lugar no fim-de-semana de 23 e 24 de Maio. Nas meias-finais, o Valongo defrontará a Oliveirense, enquanto o Benfica - vencedor da última edição - terá pela frente o Óquei de Barcelos.



Veja esta e outras noticias em: HoqueiPT

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...