Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

CERS deverá ter duo luso nas meias

CERS deverá ter duo luso nas meias
A segunda mão dos quartos-de-final da Taça CERS poderá confirmar duas equipas portuguesas na Final Four da Taça CERS, algo que não acontece desde 2011...

A segunda mão dos quartos-de-final da Taça CERS poderá confirmar duas equipas portuguesas na Final Four da Taça CERS, algo que não acontece desde 2011. Para já, uma está garantida - saindo do duelo entre Oliveirense e Sporting - e outra está bem encaminhada, com a vitória do Barcelos por 1-4 na primeira mão.

UD Oliveirense vs Sporting CP (3-2 da primeira mão)

Gonçalo Alves marcou os três golos da vitória da Oliveirense sobre o Sporting no Livramento e colocou os pupilos e colegas de Tó Silva na frente da eliminatória. As equipas partem para este duelo separadas por um golo na eliminatória e um ponto na classificação do campeonato mas o factor casa poderá ser decisivo, depois de para o campeonato a Oliveirense ter vencido por 9-5.

Este será o terceiro duelo da época entre os dois emblemas, sendo mais um certo mais e outro possível. Os conjuntos orientados por Tó Silva e Nuno Lopes voltar-se-ão a encontrar para o campeonato no Livramento e, caso superem os adversários dos quartos-de-final, terão já encontro marcado para as meias-finais da Taça de Portugal.

O adversário na CERS da equipa portuguesa que se apurar nesta eliminatória sairá do confronto entre Follonica e Igualada.

Follonica H vs Igualada HC (2-4)

O Igualada, única equipa presente na Final Four da Taça CERS da última época a poder repetir o feito, viaja até Itália com dois golos de vantagem.

O Igualada segue em Espanha no seu primordial objectivo da manutenção, num nono lugar que lhe dá alguma tranquilidade. No ensaio geral, os arlequins de Igualada não poderiam desejar teste mais exigente. Foram até ao Palau defrontar o Barcelona mas acabaram vencidos por 5-2. Agora, num jogo de características necessariamente diferentes, será o habitual pragmatismo espanhol suficiente para segurar a vantagem de dois golos?

O Follonica entrará em rinque com o peso da CERS conquistada em 2005 e da Liga Europeia em 2006, sendo a única equipa italiana com o troféu máximo em sua posse. A realizar um campeonato discreto, o Follonica vem de uma vitória por 6-3 frente ao Giovinazzo que lhe garante, para já, o sétimo lugar, penúltima posição de acesso aos play-offs que decidem o "scudetto".

Em 2011, na Final Four da CERS estiveram Benfica, Braga e Física. O pleno só foi impedido pelo afastamento da Oliveirense nos quartos-de-final às mãos do Vilanova, que organizaria a fase decisiva. O Benfica arrecadou o troféu. Depois de 2011 só o Braga regressou - em 2012 - à Final Four da CERS.

RHC Diessbach vs Reus Deportiu (2-5)

O Reus vive momentos de alguma indefinição em relação à nova época. Depois de conhecida a vontade do técnico Alejandro Dominguez em não continuar em 2015/16 - assumindo o adjunto Enrico Mariotti o cargo - foi a vez de Xavi Costa anunciar que não continuará de "rojinegro", sendo o Bassano o seu provável destino, e de se saber que Jepi Selva ainda não recebeu qualquer proposta de renovação. Mas tal, não deverá impedir o apuramento da equipa para a Final Four na perseguição do segundo grande objectivo da época, frustrado que foi o primeiro: a Taça do Rei.

Os suíços do Diessbach vêm de dois apuramentos "suados", tendo mesmo afastado os portugueses do Candelária na ronda anterior, mas só uma hecatombe impedirá a presença dos "reusences" na fase decisiva da CERS, prova que conquistaram em 2003 e 2004.

Nas meias, o adversário deverá ser português…

OC Barcelos vs SCRA St. Omer (4-1)

A realizar uma grande época, o Barcelos será a mais tranquila das equipas presentes nestes quartos-de-final e o provável adversário do Reus nas meias-finais. Uma vantagem de três golos trazida de França, permitirão a Paulo Freitas gerir a eliminatória e carimbar a presença nas meias-finais. É que os "galos" vivem um bom momento também a nível interno. Duas vitórias sobre o Póvoa (para a Taça e campeonato) valeram a subida ao quarto lugar no campeonato - posição de acesso à Liga Europeia - e o apuramento para os quartos-de-final da Taça.

O St. Omer vem à procura da surpresa mas não deverá passar da intenção. Os franceses vêm de uma derrota com o Biarritz (7-6) e não terão argumentos para vencer num Municipal de Barcelos que regressa aos grandes momentos europeus.



Veja esta e outras noticias em: HoqueiPT

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...