Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

CHAVE DOS "QUARTOS" ESTAVA EM VILA PRAIA DE ÂNCORA

CHAVE DOS
O SC Tomar viajou até Vila Praia de Âncora em pleno litoral Minhoto para defrontar CCD Ancorense, única equipa da III Divisão representada nos oitavos...

O SC Tomar viajou até Vila Praia de Âncora em pleno litoral Minhoto para defrontar CCD Ancorense, única equipa da III Divisão representada nos oitavos de final da Taça de Portugal e apesar do resultado não o demonstrar a equipa Ribatejana só a meio do segundo tempo embalou para a vitória fruto da maior experiência e de alguma falta de desconcentração da equipa da casa.

Foto: Liliana Silva (Blog Hóquei Minhoto)

Num pavilhão cheio com os adeptos da equipa de Rui Neto a quererem ver o seu emblema fazer história, a equipa de Nuno Domingues chegou à vantagem logo aos dois minutos de jogo, mas antes de cumpridos os primeiros dez de jogo já a equipa da casa havia dado a cambalhota no marcador, mas nem tempo houve para festejos pois no mesmo minuto Ivo Silva colocou o placard em 2-2. No minuto seguinte a equipa do Ancorense chega-se de novo à frente no marcador com Rui Araujo a converter um livre directo motivado por azul exibido a um jogador Nabantino. A perder a equipa da Princesa do Nabão carregou e no minuto dezasseis marcou por duas vezes através de Luís Silva na conversão de uma grande penalidade e de Hernâni Diniz e consumou a segunda reviravolta na partida. Foi a vez da equipa da casa pegar no jogo e novo azul para a equipa Tomarense leva Rui Silva para a marca de livre directo e o jogador Minhoto não desperdiça restabelecendo a igualdade. Já nos últimos cinco minutos desta primeira parte foi a vez de André Silva ver cartão azul por protestos e a jogar em power-play o Ancorense marca através de Duda naquela que foi a terceira reviravolta saindo para o descanso a vencer por 5-4.

Intervalo: CCD Ancorense 5  -  SC Tomar 4

A perder a equipa Leonina tinha 25 minutos para alcançar o objectivo "quartos de final" e logo e antes de volvidos os primeiros cinco minutos Luís Silva coloca de novo tudo empatado. Com 5-5 no placard e mais de vinte minutos para se jogar tudo podia acontecer em terras minhotas. Com o jogo empatado as equipas acharam por bem empatar também em falhar livres directos e se primeiro foi Hernâni Diniz na 15ª falta do Ancorense de seguida foi Rui Araújo na 10ª falta do SC Tomar. O golo que permitiu a quinta reviravolta saiu do setique de Ivo Silva que a meio da eqtapa complementar não desperdiçou uma grande penalidade. O SC Tomar aumentou a vantagem volvidos cerca de três minutos novamente por Ivo Silva que não desperdiçou o livre directo da 20ª falta da equipa Minhota. A desconcentração do Ancorense após o 5-7 ficou bem patente e um azul e um vermelho colocam o SC Tomar a jogar em power-play e a equipa de Nuno Domingues não desperdiça e faz o 5-8. Nesse mesmo minuto David Costa vê azul mas Rodrigo Pereira desperdiça soberana oportunidade de reduzir. À entrada dos últimos cinco minutos o SC Tomar "mata" definitivamente o encontro com André Silva a fazer o 5-9. Hernâni Diniz um minuto depois chega à dezena para Ivo Silva no ultimo minuto fechar o marcador.

Final: CCD Ancorense 5  -  SC Tomar 11 (Faltas: 21- 14)

Num jogo dirigido pela dupla Portuense Jerónimo Moura e Domingos Carvalho, o SC Tomar venceu bem, mas sofreu, soube sofrer e carimbou o passaporte para os quartos de final perante uma equipa de Rui Neto muito bem orientada e que deu "água pela barba" à equipa do escalão superior e não fosse alguma inexperiência e desconcentração a meio do 2º tempo aliada a algumas criticas à dupla de arbitragem e poderia a festa da taça ter assentado arraiais em Vila Praia de Âncora.

O SC Tomar fica assim a aguardar o próximo adversário que em ano de centenário ficaria bem ser o Sporting CP para o Jácome Ratton ter assim mais uma jornada de glória e quem sabe de Festa da Taça. O sorteio realiza-se amanhã pelas 18 horas na sede da FPP.

Fonte: Francisco Gavancho / Cartão Azul

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...