Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Oliveirense agudiza contestação em Viana

Oliveirense agudiza contestação em Viana
A Oliveirense venceu em Viana do Castelo por 3-8. Depois de, na primeira volta, a Juventude de Viana ter vencido em Oliveira de Azeméis, aproveitando ...

A Oliveirense venceu em Viana do Castelo por 3-8.

Depois de, na primeira volta, a Juventude de Viana ter vencido em Oliveira de Azeméis, aproveitando um mau momento da Oliveirense, a equipa agora comandada por Tó Silva “retribuiu”. E a Juventude de Viana até começou melhor, marcando aos cinco minutos e meio por Diogo Fernandes.

Diogo Fernandes inaugurou o marcador. Mas no festejo pouco efusivo parecia antever o pior…

Mas o jogador-treinador Tó Silva restabeleceu a igualdade três minutos depois e, com a equipa da casa a desperdiçar duas grandes penalidades, Gonçalo Alves não se fez rogado e colocou os visitantes na frente, para não mais perderem a liderança no marcador. A eficácia que faltou à equipa vianense sobrou a Albert Casanovas que, num remate rasteiro, bateu Leonardo Pais da marca de grande penalidade para o 1-3, nuns dez minutos finais de primeira parte em que os pupilos de Tó Silva tinham total controlo sobre a partida.

No entanto, um golo de Luís Viana com menos de dois minutos para o intervalo, relançava a emoção. Mas tal demorou pouco mais do que os minutos do descanso. Nos primeiros seis minutos da segunda parte e na “luta” particular entre os dois últimos melhores marcadores do Nacional, Gonçalo Alves juntou mais três golos à sua conta pessoal e matou o jogo.

Gonçalo Alves apontou quatro golos

A Juventude de Viana já desperdiçara mais uma bola parada - um livre directo por Francisco Silva – e voltava a falhar mais duas – por Diogo Fernandes e Luís Viana – hipotecando as suas hipóteses no jogo.

Com ainda mais de 11 minutos para jogar, Ruben Pereira elevou para 2-7. Luís Viana respondeu de imediato com o terceiro dos vianenses mas ninguém voltaria a bater Puigbi. Nem de grande penalidade, como a cinco minutos do final, numa tentativa de Joel Coelho. Antes, Montivero ainda mostrara como se faz, transformando um livre directo no 3-8 que seria final.

Este foi o sexto jogo consecutivo sem vencer (quinto para o campeonato) da Juventude de Viana. A última vitória remonta a 17 de Janeiro: 8-3 frente ao Forte dei Marmi para a Liga Europeia.

A falta de eficácia dos vianenses conduzia à contestação nas bancadas – vendo-se mesmo lenços brancos - e, a três minutos do final, o pavilhão gritou por “Sapo” [ndr: Tiago Barbosa] mas o jogador voltou a não ser opção.

A Juventude de Viana dispôs de três grandes penalidades e três livres directos. Em nenhum deles conseguiu bater Xevi Puigbi

No final da partida, Pedro Sampaio dizia compreender a insatisfação dos adeptos, apontando a falta de eficácia como factor determinante na derrota. Acabaria por ser parco em palavras no final da conferência, não escondendo o incómodo face à contestação.

Tó Silva era naturalmente um treinador satisfeito. Somou a sua 13ª vitória em 14 jogos e a equipa atravessa um excelente momento. Deixou no entanto o alerta para um mês de Março com um ciclo terrível, iniciado já com a recepção ao Benfica a fechar Fevereiro.

Carvalhos e Tigres com três pontos importantes

O próximo adversário da Juventude de Viana é o Carvalhos, um dos protagonistas da jornada ao garantir três pontos em São João da Madeira na luta directa pela manutenção, com uma vitória por 4-5. O outro protagonista também luta pela manutenção. Os Tigres voltaram a bater o pé ao Barcelos e, depois de um empate fora, venceram agora por 4-2 em Almeirim.

Quem aproveitou a derrota do Barcelos foi o Sporting. Os leões venceram o Turquel por 5-1 e regressaram ao quinto lugar, sendo que os quatro primeiros da classificação triunfaram e mantiveram as distâncias. O líder Benfica venceu o Candelária por 6-0, o Porto cilindrou o Póvoa por 12-1, a Oliveirense – como já vimos – venceu em Viana por 3-8 e o Valongo garantiu três pontos pese a diferença mínima com que bateu o Paço de Arcos (4-3).

Na 20ª jornada, destaque para a visita do Benfica a Oliveira de Azeméis - que, não definindo ainda nada, pode ser decisiva na luta pelo título - e para a luta pelo quinto lugar em Barcelos, com a recepção ao Sporting.



Veja esta e outras noticias em: HoqueiPT

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...