Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Benfica passa em Turquel

Benfica passa em Turquel
O Benfica venceu em Turquel por 1-5 e garantiu a manutenção da liderança isolada do Nacional da I Divisão. Num terreno onde tradicionalmente sente mui...

O Benfica venceu em Turquel por 1-5 e garantiu a manutenção da liderança isolada do Nacional da I Divisão.

Num terreno onde tradicionalmente sente muitas dificuldades – no ano passado perdeu dois importantes e decisivos pontos na luta pelo título – o Benfica não podia desejar melhor início de jogo, com Valter Neves a abrir o marcador nos primeiros instantes da partida.

Surpreendido pelo golo madrugador, o Turquel não perdeu o rumo e equilibrou o jogo. Com Paulo Passos muito em jogo, os turquelenses dispuseram de diversas oportunidades de golo, algumas isoladas perante Trabal, mas o guarda-redes encarnado esteve irrepreensível, garantindo a vantagem – mínima – dos encarnados ao intervalo.

Trabal esteve praticamente intransponível

Para a segunda parte, o pavilhão que encheu completamente teve oportunidade de assistir a mais golos. O Benfica voltou a entrar feliz e com mais eficácia. Pedro Nunes lançou Miguel Rocha e o mais jovem do plantel das águias combinou da melhor maneira com João Rodrigues para os segundo e terceiro golos dos encarnados, apontando ele próprio o quarto, batendo Eduardo Leitão chamado a substituir o lesionado Marco Barros.

Entrada de Miguel Rocha mexeu com o jogo

Com sacrifício e muitas queixas, o habitual titular da equipa da Aldeia do Hóquei regressou à baliza e só seria batido já na recta final do jogo, por Carlos Nicolía, na recarga a uma grande penalidade. Antes, Xavier Lourenço, inscreveu o seu nome na lista de marcadores de golos do jogo, beneficiando de um ressalto para ludibriar pela única vez da partida Guillém Trabal.

Dupla Rafael contra a casa-mãe

O jogo entre Turquel e Benfica marcou mais um regresso dos irmãos Rafael à terra natal, Turquel. No entanto, a partida deste sábado teve uma particularidade… foi a primeira vez que defrontaram pela mesma equipa o clube onde começaram. No entanto, no regresso de Diogo Rafael à competição depois de três jogos de fora, não chegaram a estar juntos em pista.

Diogo Rafael regressou à competição

Palavra aos treinadores

No final da partida, João Simões apontou o bom momento do Benfica como justificação para a derrota perante os encarnados, não deixando de apontar alguns momentos de infelicidade nos remates que não entraram e em alguns golos sofridos e de destacar a excelente moldura humana que encheu o pavilhão em Turquel. Pedro Nunes reconheceu que o golo madrugador ajudou à tranquilidade da equipa e enalteceu o trabalho defensivo do seu grupo. Diogo Rafael regressou ao hóquei jogado e o técnico encarnado não deixou de ressalvar a importância de ter mais uma opção.



Veja esta e outras noticias em: HoqueiPT

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...