Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

«Podemos fazer frente»

«Podemos fazer frente»
No regresso às competições europeias 20 anos depois e após eliminar o Calafell, o Sporting tem pela frente nos oitavos de final o Basel. Pese ser uma ...

No regresso às competições europeias 20 anos depois e após eliminar o Calafell, o Sporting tem pela frente nos oitavos de final o Basel. Pese ser uma equipa com pouca expressão histórica, os helvéticos contam este ano com reforços de peso, bem conhecidos dos portugueses e a impor respeito e cautelas aos leões.

Basel e Sporting chegaram aos oitavos com vitórias nas duas mãos da primeira eliminatória. O Sporting afastou o Calafell (2-3 e 3-1) e o Basel eliminou o Darmstadt (1-4 e 2-1).

Ao português Tiago Sousa juntaram-se no arranque desta época Carlos Silva e Rui Ribeiro e, já com a época a decorrer, André Pereira, todos ex-Paço de Arcos. E a um estágio realizado em Portugal na pausa natalícia juntou-se ainda ao grupo o internacional argentino Mariano Velazquez.

“Temos perfeita noção de que o Sporting é favorito”, afirma o guarda-redes Carlos Silva ao HóqueiPT. “É uma equipa com outra experiência, outra rodagem, outro andamento, de outro campeonato mas temos noção de que lhe podemos fazer frente. Podemos dificultar ao máximo a vida ao Sporting com os nossos argumentos”, alerta.

O guardião, que na sua última participação na Taça CERS chegou às meias-finais, espera poder contrariar o favoritismo verde-e-branco. “Principalmente em nossa casa vamos tentar. Não é fácil. Fomos à Luz [ndr: um jogo-treino durante o estágio natalício] também com o objectivo de conhecer e de jogar com uma equipa com um nível mais próximo daquela que vamos apanhar para a CERS. Não nos correu nada mal, demos uma boa réplica principalmente em termos defensivos e será nessa linha que vamos tentar dificultar a vida ao Sporting, sabendo que à partida toda a gente pensa que o Sporting já passou”, explica. Temos tudo a nosso favor”, refere confiante.

Em 2009/10 o Benfica de Carlos Silva foi afastado nas meias-finais da CERS em Torres Novas. O guarda-redes assistiu à derrota frente ao Blanes – por golo de ouro – do banco de suplentes.

Mariano Velazquez chegou para ser uma mais-valia e Carlos Silva confia nas capacidades do argentino. “É um jogador que dispensa apresentações. A única dúvida que poderia haver não era em relação á sua qualidade, mas em relação à sua idade e em termos físicos mas está à vista que está muito bem fisicamente e a qualidade está lá. A qualidade dele é inata”, elogia.

Com o reforço de última hora, Mariano Velazquez

Apesar importância da CERS, Carlos Silva não esquece também o campeonato interno. “Mariano é um trunfo não só para a eliminatória com o Sporting mas sobretudo para o resto da liga suíça. Ainda nos falta jogar a segunda volta e temos o objectivo de sermos campeões. Estamos em segundo lugar e o Mariano será uma grande ajuda em termos colectivos e individuais pela sua qualidade técnica e pela sua inteligência”, antevê.

Carlos Silva é um espectador atento do hóquei e do português em particular, conhecendo bem a equipa e os jogadores do Sporting. Nos jogos com os leões vai ter de estar atento aos atacantes adversários. “São todos perigosos, cada um da sua forma”, realça, destacando um em particular. “Se calhar o jogador em maior destaque neste momento é o João Pinto. Tem feito uma boa época, é um jogador tecnicamente muito evoluído, um jogador irreverente que por vezes tira "um coelho da cartola" quando ninguém espera”, detalha. No entanto, para Carlos Silva, o valor leonino começa na baliza. “Valem pelo colectivo e acima de tudo valem pelo guarda-redes”, refere, em alusão a Ângelo Girão. “Está muito bem. Aliás, está ao nível dele”, enaltece. “Desde trás, onde têm jogadores com uma boa meia distância e são todos jogadores muito competitivos, até aos da frente, acredito que o Sporting vale pelo todo mas sobretudo pela segurança que o Girão dá atrás”, sublinha.

A partida da primeira mão está agendada para este sábado às 16h suíças e a da segunda para 7 de Fevereiro, a trazer os portugueses do Basel de volta a Portugal e na qual Carlos Silva espera poder lutar pelo apuramento. “A primeira mão vai ser um jogo de alta intensidade, com o Sporting a tentar resolver a eliminatória a seu favor logo em Basel. Mas nós queremos trazer a discussão da eliminatória para Lisboa”, avisa.



Veja esta e outras noticias em: HoqueiPT

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...