Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

AD Sanjoanense: Raça, Garra e Dedicação!

AD Sanjoanense: Raça, Garra e Dedicação!
Sanjoanense 3 x Juv.Viana 3 5 Inicial: David Nogueira, Tiago Ferraz, Filipe Leal, Chico Barreira e João Oliveira(Cap.) Jogaram Ainda: Daniel Homem, Alfredo Nogueira e Afonso Santos Golos: Chico Barreira(2) e Tiago Ferraz   Que grande noite de hóquei

Sanjoanense 3 x Juv.Viana 3

5 Inicial: David Nogueira, Tiago Ferraz, Filipe Leal, Chico Barreira e João Oliveira(Cap.)

Jogaram Ainda: Daniel Homem, Alfredo Nogueira e Afonso Santos

Golos: Chico Barreira(2) e Tiago Ferraz

 

Que grande noite de hóquei em patins, aquela que o público pôde presenciar esta quarta-feira! A Sanjoanense rubricou aquela que foi, até ao momento, a sua melhor exibição no campeonato, com imenso caudal ofensivo, inúmeras oportunidades e, pelo menos, uma dezena de bolas no ferro contra uma equipa, que convém recordar, foi 4ªClassificada na temporada anterior e disputa a Liga Europeia.

Ainda assim, a primeira parte dos alvi-negros foi marcada por duas desatenções fatais que o Juv.Viana aproveitou, com dois golos de Diogo Fernandes. O melhor marcador da I Divisão, Luís Viana, foi anulado pela defensiva alvi-negra e, as únicas oportunidades que teve para marcar golo foram de livre-directo, mas David Nogueira esteve superior em todas elas.

A cinco minutos do intervalo, Alfredo Nogueira vê um rigoroso cartão azul que, Diogo Fernandes no livre-directo, fez o hat-trick. Quando se pensava que 0-3 seria o resultado com que as equipas iriam para o descanso, Chico Barreira reduziu de grande penalidade mas, ainda assim, o resultado castigava a ineficácia da Sanjoanense.

Na segunda parte, praticamente só deu Sanjoanense, com o Viana a criar perigo em contra-ataque e ataques-rápidos aproveitando o balanceamento para o ataque da equipa de Vítor Pereira que, apesar de estar em último, teve a capacidade para encostar o Juv.Viana “às cordas”, jogando de igual para igual com uma raça e garra admiráveis alicerçados num público fantástico que empurrava a equipa para um resultado melhor.

Aos cinco minutos, Chico Barreira de livre-directo reduziu para 2-3 e, depois de muito rematar, com algumas perdidas escandalosas – embora o guardião internacional Jorge Correia tenha sido o melhor em campo – Tiago Ferraz encontrou o caminho certo com uma sticada potentíssima fez o 3-3.

A Sanjoanense soube resistir a tudo, incluíndo um livre-directo a 15 segundos do fim, que David Nogueira defendeu, e poderia mesmo ter ganho no último segundo, não fosse uma clara falta para cartão azul não ter sido sancionado e, na sequência dessa jogada, Chico Barreira fez brilhar, pela última vez, Jorge Correia.

Foi uma exibição colectivamente muito forte, mas destaque para David Nogueira, presente nos momentos decisivos, Chico Barreira e a sua velocidade e Daniel Homem, que vai subindo de forma de jogo para jogo. Por último, arbitragem muito aquém daquilo que dois juízes internacionais devem fazer.

 

Emocionante jogo no Pav.Desportos em que a sua equipa fez um jogo de raça, atitude e dedicação, mas… se metade das oportunidades tivessem sido concretizadas, a Sanjoanense hoje goleava o Viana, foi na finalização que a vitória fugiu?

Vítor Pereira: Um jogo sem dúvida emocionante, penso que um bom espectáculo, quem veio assistir e gosta de hóquei certamente ficou satisfeito com a partida e com a exibição da Sanjoanense. Realmente estivemos muito perdulários no que respeita a finalização, e isso poderia ter-nos dado a vitória, esse aspecto e um pouco e rigor táctico no inicio da partida levou-nos a cometer erros que equipas como o Viana não perdoam e que nos fez andar atras do prejuízo. Felizmente conseguimos sair dessa situação, depois de uma primeira parte equilibrada a nível de jogo, mas com o Viana a ser mais concretizador, partimos para uma segunda parte onde no meu entender tivemos o domínio e fizemos tudo para ganhar o jogo, corremos riscos em busca do melhor resultado possível , mostramos que temos soluções e equipa para trabalhar pelo nosso objectivo.

Voltou a pontuar dando a equipa sinais de estar a melhorar. Sente que é inequívoca esta melhoria, de jornada para jornada?

V.P.: Como tenho dito, sinto esta equipa em crescendo, depois de todas as dificuldades que nos temos deparado penso que começamos a estar mais estáveis e as exibições tem melhorado, temos vindo em crescendo e fico satisfeito por isso. Com os Patins bem “assentes” no ringue, vamos traçando o nosso percurso, sinto-me satisfeito com o trabalho desenvolvido mas tenho noção que é preciso continuar a trabalhar de forma a melhorar ainda alguns aspectos.

Depois deste ponto, segue-se mais um jogo com um candidato ao título. O que é que a ADS poderá fazer no Pav. Luz?

V.P.: A ADS vai a luz dar o seu melhor, é um jogo importante, importante o resultado mas acima de tudo a prestação, dignificar o clube e a cidade, se conseguirmos pontos será “Ouro sobre Azul” , sabemos das dificuldades de defrontar um plantel como o do Benfica, não temos nada a perder e temos tudo a ganhar mas independentemente disso não vamos deixar de seguir o nosso caminho bem conscientes do que é o nosso campeonato e o nosso objectivo.



Fonte: ADS

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...