Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Policiamento deixa de ser obrigatório

Policiamento deixa de ser obrigatório
Texto: RecordO policiamento nos campeonatos da primeira e segundas divisões de hóquei em patins deixa de ser obrigatório, salvo jogos de risco elevado...


Texto: Record
O policiamento nos campeonatos da primeira e segundas divisões de hóquei em patins deixa de ser obrigatório, salvo jogos de risco elevado, anunciou a Federação Portuguesa de Patinagem (FPP).
Mesmo sem policiamento, os clubes visitados terão de requerer Assistentes de Recinto Desportivo (stewards). Esta informação da FPP surge em cumprimento de um decreto-lei de 2009, que torna facultativa a exigência de policiamento por parte da entidade organizadora de uma prova.
"Este decreto-lei é ambíguo e pouco claro, por isso só agora deliberámos, depois de um esclarecimento cabal por parte da secretaria de Estado do Desporto e Juventude", justificou à agência Lusa Paulo Rodrigues, vice-presidente da FPP.
Neste cenário, que terá efeito imediato, os clubes podem dispensar o policiamento e optar por um número mínimos de três 'stewards' para jogos não considerados de risco elevado.
Paulo Rodrigues explicou que essa proporção de agentes é feita com base num rácio de um para 600 espetadores e que estes são requisitados a empresas devidamente licenciadas pelo Ministério da Administração Interna e com formação adequada.
 A diferença no modelo prende-se, segundo o vice-presidente da FPP para o hóquei em patins, com a "responsabilização dos clubes que não querem policiamento" e com a "hipótese de terem segurança menos onerosa".
O custo do policiamento e dos ARD's já era feito pelos clubes, o que continuará, mas Paulo Rodrigues alertou para a má aplicação da lei no que diz respeito à tabela que está a ser usada. "Existe uma tabela de policiamento para competições de caráter profissional e uma geral.
A primeira é mais cara e é interpretação do Conselho Superior do Desporto que as únicas competições profissionais são a I e II ligas de futebol", explicou o dirigente. Segundo o "vice" da FPP, o que está a acontecer é que o policiamento está a ser pago com custos mais elevados quando é aplicada a tabela profissional nos campeonatos de hóquei em patins.


Fonte: Best Hóquei

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...