Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Reinaldo Ventura «Temos que entrar com tudo!»

Reinaldo Ventura «Temos que entrar com tudo!»
Os Dragões querem atingir a “final 8” da Liga Europeia e Reinaldo Ventura não reconhece outra solução que não passe por uma vitória em Itália.

Não há alternativa. Os Dragões querem atingir a “final 8” da Liga Europeia e Reinaldo Ventura não reconhece outra solução que não passe por uma vitória em Itália, pagando na mesma moeda a ousadia do Valdagno, que venceu no Dragão Caixa. Mas a qualificação também se joga na Corunha, numa questão para encerrar no espaço de um mês, sensivelmente.

Primeiro o Valdagno e só depois o Liceo. No Pala Lido, o decacampeão nacional joga muito do seu projecto europeu e nas contas de Reinaldo não sobra espaço para a derrota. No sábado, a partir das 19h45 de Portugal continental (mais uma hora em Itália), é para "entrar com tudo!".

O Valdagno vai pagar a "factura"?
Espero que sim, esse é o objectivo. Sabemos que temos que ganhar e que eles nos ganharam cá. Tivemos um dia mau e queremos corrigi-lo, queremos estar na "final 8" e este jogo é fundamental. Portanto, há que ganhar de qualquer forma.

E é o primeiro de dois jogos fora contra dois adversários directos...
Temos que entrar com tudo, temos que ter 50 minutos de alto nível, porque sabemos que vai ser um jogo dificílimo e que pode cair para qualquer lado. Podemos ganhar, podemos perder, mas vamos fazer tudo para conseguir a vitória. Estamos a preparar muito bem o jogo, sabemos o que eles vão fazer e isso é um ponto a nosso favor.

No Dragão Caixa o FC Porto Império Bonança não perdeu senão com o Valdagno. E por duas vezes. Aprenderam com os erros?
Sim, somos obrigados a aprender. Já é a segunda vez que perdemos com eles aqui, mas também já ganhámos lá. Por isso, sabemos que é possível vencê-los e isso é o mais importante. Estamos convencidos que isso vai acontecer e que estaremos na "final 8".

A qualificação é para resolver já?
Só na jornada seguinte, em casa do Liceo, até porque, se tivermos um desaire em Valdagno, tudo se resolverá na Corunha, o mesmo acontecendo se ganharmos em Itália. São dois jogos muito importantes e o ideal é mesmo ganhar os dois.

O FC Porto Império Bonança está a meio de uma semana verdadeiramente anómala, em função da derrota sofrida nos Açores, frente ao Candelária...
Exactamente a mesma situação do Valdagno. Sabíamos que era um jogo extremamente complicado, que se resolveria nos pormenores, e perdemos o jogo a um minuto do fim. O Candelária esteve muito bem. Continuamos à frente e vamos manter-nos fortes.

No lance do segundo golo do Candelária, a bola entrou mesmo na baliza?
Sinceramente, eu não vi se entrou ou não. A verdade é que foi assinalado e perdemos o jogo. Mas isso só nos torna mais fortes. Vamos tentar ganhar todos os jogos até ao final para voltarmos a ser campeões.

Essa é a outra razão para vencer em Itália?
A nossa motivação é sempre a mesma. Estamos num clube onde somos obrigados a vencer, pela envolvência e pelo hábito e culto de vitória. Encaramos as derrotas como acidentes de percurso e procuramos rectificá-las de imediato.

O que é preciso fazer para superar o Juan Oviedo?
O Oviedo é um guarda-redes de renome, com uma qualidade enorme, habituado à pressão e a estes momentos. Cá, rematámos muito e elas não entraram. Portanto, é de apostar mais na qualidade do que na quantidade, sabendo que dependemos um bocadinho da sorte. Um golo, no hóquei, não é muito fácil de concretizar.

A preocupação maior é ganhar ou ganhar por uma diferença de quatro golos?
Ganhar, como é lógico. Se podermos anular a vantagem que lhes demos aqui e ganharmos por quatro, era melhor, mas não podemos ser demasiado ambiciosos. Temos que pensar primeiro na vitória e, só depois, tentar que ela aconteça pelo maior número de golos possível.

Fonte: FCPorto

Comentários

  • Portuense [Não autenticado | IP: 89.180.xxx.xxx]: Aos jogadores do Porto, pede-se que nunca denunciem o remate à baliza, mas que o façam de suspresa pois apanharam o adeversário desprevenido. Pede-se remates com maos precisão e qualidade,
    felicidades

Notícias lidas no momento

A carregar...