Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Luís Viana com metralhadora afinada

Luís Viana com metralhadora afinada
Benfica recebeu, e goleou a AA Espinho no jogo referente à 6ª jornada do Campeonato Nacional 1ª Divisão de Hóquei em Patins.

O Benfica recebeu a AA Espinho no jogo a contar para a 6ª jornada do Campeonato Nacional 1ª Divisão de Hóquei em Patins.

No SL Benfica, Luís Viana esteve com a pontaria bem afinada, tendo marcado seis golos, seguido de Cacau com quatro e Valter Neves acertou as contas com um. Enquanto na Académica de Espinho, Miguel Sousa foi o melhor marcador com três bolas, seguido de André Pinto e Eduardo Brás com um.

Com esta vitória, o Benfica mantem-se no segundo lugar do Campeonato Nacional 1ª Divisão, com 16 pontos, enquanto o Espinho fica colocado no sexto lugar, com 10 pontos.
Na próxima jornada, o Benfica desloca-se ao terreno do Infante Sagres no próximo sábado, dia 3 de dezembro pelas 17:30h. Já o Espinho recebe o Candelária, no mesmo dia, pelas 18:30h.


Resultado final:  SL Benfica 11- 5 AA Espinho
Golos:
SL Benfica
- Luís Viana (6)
- Cacau (4)
- Valter Neves

AA Espinho
- Miguel Sousa (3)
- André Pinto
- Eduardo Brás

Resumo do jogo:
O Benfica cedo abriu o marcador, com um golo aos 28 segundos, resultante de uma jogada entre Carlitos Lopez e Cacau, com o brasileiro a finalizar.

Aos  5 minutos da primeira parte, André Pinto, que este ano regressou à Académica de Espinho, empatou a partida, com um remate colocado de fora da àrea, surpreendendo assim Ricardo Silva.

Após um passe de Sérgio Silva, Cacau arrancou em contra-ataque, marcando o 2-1 para o Benfica, colocando o Benfica em vantagem durante alguns segundos, até Miguel Sousa empatar a partida a duas bolas.

Aos quinze minutos da primeira parte, Miguel Sousa, sem qualquer tipo de marcação, fez um remate de primeira, assistido por Rato, colocando a AA Espinho na frente do marcador, numa altura em que Luís Sénica decidiu fazer as primeiras alterações do jogo.

A 7:35 do final da primeira parte, João Pinto foi suspenso com um cartão azul, fruto de um desentendimento com Luís Viana, dando vantagem em power-play para o Benfica. Durante o tempo power-play, a pressão da equipa de Luís Sénica manteve uma pressão constante, mas, devido à boa organização da defesa da Académica de Espinho, juntamente com a boa exibição de André Girão, o Benfica não consegui marcar.

Já a 38 segundo do final da primeira parte, Luís Viana empata a partida, fruto de uma jogada de insistência, onde a defesa da AA Espinho pouco fez para evitar o golo.


Numa jogada de contra-ataque, André Pinto serviu Eduardo Brás que marca do 3-4. Na sequência do golo, Diogo Rafael, recebeu um cartão azul por protestos. Durante os dois minutos de suspensão, o Espinho conseguiu enviar uma bola ao poste mas não houve qualquer alteração no marcador.

Aos seis minutos da segunda parte, o Benfica voltou a empatar a parida, por uma jogada individual de Luís Viana, que contornou toda a àrea, e rematou em posição frontal, sem ipodeses para André Girão que não conseguiu ver a saída da bola.

Aos oito minutos, novamente, com passe de André Pinto, para André Sousa que faz hacktrick, na jogada seguinte, Carlitos Lopez assistiu Luis Viana que fez o 5-5.

Sérgio Silva, chamado a marcar um livre direto, Joaquim Carpelho a anular, mal, o golo de Sérgio Silva, que recebeu cartão vermelho por protestos, de modo a não deixar dúvidas, cinco segundos depois, Luís Viana marca, novamente com assistência de Calitos Lopez. Estava assim feito o 6-5. Pouco tempo depois, João Pinto poderia ter empatado a partida, não fosse ter falhado um golo, com a baliza literalmente aberta.
Numa altura onde o jogo estava num ritmo bastante rápido, Luís Sénica viu-se forçado a substituir Tuco Abalos que se lesionou ao chocar contra a tabela de fundo, depois de ter ter sido empurrado por João Pinto.

A nove minutos do final da partida, Cacau faz o hack-trick proveniente de uma passe de Diogo Rafael. Pela primeira vez, uma equipa estava em vantagem por duas bolas.
Menos de um minuto depois, Valter Neves alargou a vantagem, também graças a um passe de Diogo Rafael, fazendo desta forma o 8-5. O mesmo Valter Neves, serviu pouco tempo depois o internacional brasileiro Cacau, que para concluir assim, o seu Poker nesta partida, 9-5.
A seis minutos do fim, João Pinto engancha Diogo Rafael, e vê o segundo cartão azul e consequente cartão vermelho, chamado a cobrar o livre direto resultante dessa expulsão, Luís Viana, como sempre, não perdoou e marcou o 10-5, o quinto da sua conta pessoal. Após este golo, o guarda-redes de Espinho, André Girão, foi forçado a sair da partida lesionado, entrado para o seu lugar, o jovem João Ferro.



6ª Jornada do Campeonato Nacional 1ª Divisão 2011/2012:
26/11 18:00h - Paço de Arcos 1 - 2 Física Torres Vedras
26/11 18:00h - Gulpilhares 4 - 1 Juventude Viana
26/11 18:00h - Oliveirense 4 - 1 Infante Sagres
27/11 17:30h - Benfica 11 - 5 Espinho
26/11 22:00h - Candelária 6 - 4 Valongo
26/11 15:00h - Porto 12 - 7 Porto Santo
26/11 18:00h - Tigres Almeirim 2 - 3 Barcelos
26/11 17:00h - Braga 7 - 2 Riba de Ave

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...