Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Selecção Feminina é vice-campeã da Europa

Selecção Feminina é vice-campeã da Europa
A Selecção Nacional de Hóquei em Patins feminino terminou o Campeonato da Europa na segunda posição depois de, na última jornada, ter perdido com a Es...

A Selecção Nacional de Hóquei em Patins feminino terminou o Campeonato da Europa na segunda posição depois de, na última jornada, ter perdido com a Espanha por 4-2, numa partida disputada no Pavilhão do Cronenberg, Alemanha. Portugal igualou o segundo lugar alcançado em Mira, em 2005, superando, assim, o terceiro e quarto postos das duas últimas edições.

O jogo foi equilibrado na primeira parte, com Marlene Sousa a empatar pouco antes do intervalo, depois de Natasha Lee ter inaugurado o marcador. Depois, no segundo tempo, as portuguesas souberam suster o ímpeto das espanholas, até que  se colocaram à frente do marcador, com golos de Ana Casarramona,  Berta Torrida e Maria Diez.

A Selecção Nacional esteve perto de reduzir, por intermédio de Vânia Ribeiro, que desperdiçou um livre directo. Mais eficaz, Marlene Sousa - melhor marcadora nacional, com seis golos, mais um do que Vânia Ribeiro – voltou a concretizar um golo, e, até ao fim, Portugal, apesar de lutador, não evitou o desaire.

O conjunto orientado tecnicamente por Ernesto Sebastião garantiu, assim, o segundo lugar, com sete pontos, menos cinco do que a Espanha, e em igualdade pontual com a Alemanha, em desvantagem na diferença de golos marcados e sofridos. No último jogo do Europeu, as germânicas venceram a França por 5-2.

Portugal entrou na partida com Adriana Leote, Vânia Ribeiro, Rita Paulo, Marlene Sousa e Inês Vieira. Jogou ainda: Andrea Afonso. Para esta medalha de prata, contribuíram, também, Sofia Cabrita, Ana Coelho, Tânia Freire e Nídia Vale, numa comitiva liderada por Vítor Grilo.

«A Selecção Nacional é vice-campeã com todo o mérito. No final, falei com o seleccionador espanhol, que destacou a alma humana de Portugal. Em dois jogos, estivemos a perder, mas conseguimos, depois, empatar e vencer. Há mérito e dedicação no trabalho que desenvolvemos. Entrámos bem na primeira parte, ao contrário do que a Espanha estava à espera, mas sofremos um golo, na sequência de um livre directo que deixou dúvidas. A bola bateu no poste, foi afastada e o árbitro considerou que entrou. No segundo tempo, a nossa guarda-redes foi mal batida em dois lances e se a Vânia Ribeiro tivesse marcado o livre directo, o resultado podia ter sido diferente, perante um adversário mais experiente. As jogadoras estão um pouco tristes, porque querem sempre mais. Contudo, cumprimos a nossa missão, estamos a evoluir física e tacticamente e, no Mundial do próximo ano, vamos ser melhores», afirmou, no final, Ernesto Sebastião, seleccionador nacional, em declarações ao «site» da Federação de Patinagem de Portugal.

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...