Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Elas vão jogar... até aos juvenis!

Elas vão jogar... até aos juvenis!
Até juvenis, as equipas poderão fazer alinhar hoquistas de ambos os sexos. Esta é uma das consequências da alteração ao Regulamento Geral do Hóquei em Patins

Em 2011/12, vão haver várias alterações no que diz respeito aos escalões etários, nomeadamente nas idades das praticantes do sexo feminino.

A Federação de Patinagem de Portugal aprovou as alterações ao Regulamento Geral do Hóquei em Patins, pelo que a partir de 2011/12, a denominação dos escalões e as idades serão iguais quer no hóquei masculino, quer no hóquei feminino.
Outra alteração importante é o facto de, a partir de agora, as raparigas poderem fazer parte de equipas masculinas até aos juvenis.

Portugal está, desta forma, a seguir o exemplo de Espanha e, ao mesmo tempo, a tentar dinamizar o hóquei em patins feminino.
Parabéns à Federação de Patinagem de Portugal por ter dado este passo, e à Associação de Patinagem de Lisboa por ter sugerido estas alterações. Agora, é esperar para saber se todos os clubes vão aceitar estas alterações, que chegam para melhorar não só o nível qualitativo do hóquei em patins feminino, mas da modalidade no geral!

Comentários

  • ruijorgelopes [Não autenticado | IP: 2.80.xxx.xxx]: Mais uma. Não sabem o que andam a fazer ao hóquei feminino, qualquer dia mudamos de nome e seremos uma extensão do CORFEBOL, mistos até aos Seniores. Isto é brincar ao hóquei e desprezar o hóquei feminino. Nem sempre o que os espanhóis fazem é bem feito E NÓS TEMOS QUE IR A REBOQUE DELES e os resultados estão à vista. Nem entendo como o sr. seleccionador nacional, aceita uma proposta destas, pela sua formação e experiência na área do desenvolvimento humano, dúvido que tenha sido chamado a pronunciar-se. Enfim, aguardamos pelos resultados. Saudações desportivas Rui Lopes

  • Lalalala [Não autenticado | IP: 87.196.xxx.xxx]: Eu penso que isto vai ser muito melhor porque nem todas as raparigas têm as condiçoes necessárias para seguir o seu sonho. Uma miúda com 14 e 15 anos não tem hipotese de se tornar sénior, ( porque á poucos clubes com equipas femininas sem ser seniores) enquanto que com 17 é mais fácil, pois teve 2 anos a treinar como juvenil, o que as põe aptas para quase tudo ( mesmo que nunca joguem). Além disso, aquelas que joguem em clubes sem escalões femininos têm mais hipoteses de um dia se tornarem jogadoras.

  • Apboia [Não autenticado | IP: 93.108.xxx.xxx]: É de certeza muito positiva esta medida enquanto o feminino não se consolidar. Possibilitará que atletas femininas possam paraticar a modalidade que gostam mesmo não existindo equipa no seu clube. È mais um passo importante. Falta organizar provas nacionais de juniores e interassociaçoes femininas ( A APAveiro já deu um sinal positivo) . Se quisermos crescer como modalidade a nivel nacional e mundial passará de certeza por incluir a vertente feminina.

  • Nelson Alves: Caro "ruijorgelopes", esta medida não pode ser vista como algo isolado. Na verdade, só faz sentido se os clubes, principalmente os da zona de onde é natural o actual seleccionador nacional (norte / AP Porto) apostarem de facto na formação e no hóquei em patins feminino. Esta medida é uma consequência do que outros clubes fizeram, creio que é uma medida positiva por parte da FPP, agora é altura de os clubes também apostarem nesta vertente do hóquei em patins!

  • Mário Robalo [Não autenticado | IP: 93.108.xxx.xxx]: Amigo Nelson. Concordo que esta medida irá ajudar no desenvolvimento das nossas atletas uma vez que a maioria deixa de jogar logo em iniciada porque no clube onde joga não existem escalões femininos e não há outro clube com hóquei feminino por perto. No entanto julgo que nos estamos a esquecer do mais importante: Dinheiro! Estas medidas vão exigir dos clubes adaptações nas suas instalações, o que no panorama económico e financeiro actual, só meia dúzia deles terá condições para o fazer. Os outros arranjarão soluções de ocasião, até as atletas desistirem porque não têm condições ou os próprios clubes acabarem por fechar portas à modalidade porque não podem suportar os custos. Esperemos que nada disto vá acontecer para bem do nosso amado hóquei em patins. No entanto estou pessimista quanto ao resultado futuro. Saudações hoquistas para todos.

  • Fernando Santa Marta: Como Co-Fundador da "minha/nossa" Juventude,fico contente da permanencia no Escalao maiort,embora tenha sido por via da disistencia do clube Cascarejo. Quanto a ascensao/troca do Hoquei Patinado por outras modalidades,ja nao e novidade.Vem do tempo em que se comecaram a cobrir os ringues,ou a construcao de pavilhoes de raiz.Ja ninguem se lembra do caso ABC de Braga?.O Hoquei viu-se obrigado a sair do Pavilhao e do Clube.O curioso e que a dita Infra-estrutura esta a muito batizada com o nome de Flavio Sa Leite,antigo Hoquista do clube,que faleceu ainda jovem. O Futsal e no momento a moda.Compreendo muito bem,pois ja o Hoquei viveu varios periodos de euforia Nacional. A parte uma certa propensao para o"Nacional-Desenrascanso"aliado,por vezes ao "Chico-espertismo",os Dirigentes sao levados a pensar os patrocionadores sao a chave-mestra para a solucao das questoes do ambito financeiro. Qualquer tentativa de comparacao de custos e puro exercicio ilusorio. Por outro lado urge repensar o Mundo da Patinagem Sobre Rodas Particularmente o Hoquei .Para quando o regresso dos Campeonatos Associativos,na categoria Senior, como rampa de acesso ao Nacional imediato?.

  • Nelson Alves: É verdade, isso do Flávio Sá Leite! Quem não souber, pode ler mais aqui: http://www.mundook.net/news/5344-recordando-flavio-sa-leite.html

Notícias lidas no momento

A carregar...