Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Taça Feminina em Foz Côa

Taça Feminina em Foz Côa
A Federação de Patinagem de Portugal escolheu Vila Nova de Foz Côa como palco da Final-Four da Taça de Portugal de Hóquei em Patins feminino. No d...

A Federação de Patinagem de Portugal (FPP) escolheu Vila Nova de Foz Côa como palco da Final-Four da Taça de Portugal de Hóquei em Patins feminino.

No dia 25 de Junho, realizam-se os dois primeiros jogos no Pavilhão Municipal de Vila Nova de Foz Côa: o Gulpilhares -Turquel inaugura a prova, pelas 15 horas, e, duas horas mais tarde, o Lobinhos defronta a Sanjoanense.
O encontro decisivo está marcado para o dia seguinte, a partir das 16 horas. 

«Esta atribuição da organização a Vila Nova de Foz Côa é justificada pela vontade e empenho demonstrados pelo município em acolher uma prova de Hóquei em Patins, indo ao encontro do desejo da FPP em descentralizar a disputa das competições nacionais, para que a promoção e divulgação da modalidade seja mais abrangente, levando-a a locais onde normalmente não é vista. Além disso, a CM Vila Nova de Foz Côa há alguns anos que tem colaborado com a FPP, acolhendo a Selecção Nacional de Sub-17 nos estágios finais de preparação para os respectivos campeonatos europeu», garante Paulo Rodrigues, vice-presidente da FPP.

João Paulo Sousa, vereador de desporto da CM Vila Nova de Foz Côa, mostrou-se satisfeito por esta escolha: «A organização desta competição é extremamente importante. Há três, quatro anos que temos colaborado com a Federação de Patinagem de Portugal, porque queremos divulgar uma modalidade com a qual as pessoas sentem empatia. Recebemos aqui os juniores de Portugal, que conviveram nas ruas com a população, e, agora, pela primeira vez, vamos organizar a Final-Four da Taça de Portugal de Hóquei em Patins feminino. Esperamos um bom espectáculo, estamos a construir um centro de alto rendimento e, no futuro, pretendemos acolher a Final-Four da Taça de Portugal de Hóquei em Patins masculino»

Comentários

  • Cristiano Agulhas: São sempre as mesmas a pagar, quem e profissional e recebe para jogar escolhe, quem joga por amor a modalidade e faz grandes sacrificios em prol da mesma, vai jogar para longe e bem longe de onde e a outra final-four que se realiza no mesmo fim de semana, para os senhores da federação terem desculpa de o não estarem presentes mais uma vez nesta final-four, já que o ano passado so no ultimo dia la esteve um. Depois admiram-se que a modalidade esteja a morrer. Eu não estou o contra ser neste local não sei e porque que calha sempre as mesmas categorias o fazer a descentralização. É a (des)FEDERAÇÃO que temos............. Cristiano Agulhas

  • Nelson Alves: Permitam-me que apoie a FPP nesta decisão. Castro Verde tb vai acolher a final-four de juniores, logo a FPP está a ser coerente. O facto de VN Foz Coa se localizar muito longe impede a participação de adeptos e familiares das equipas, e isso é muito mau. Mas como defensor de algum investimento na divulgação do hóquei em patins no interior, creio que o que importa aqui não é tanto a localização, mas a falta de divulgação das provas nos sítios onde estas vão ser jogadas: um exemplo disso? O Inter-Regiões de Oliveira do Hospital, por exemplo. Eu defendo que as associações devem tentar parcerias deste tipo, com municípios do interior, tal como fez o andebol há uns anos! Há uns anos foi disputada uma Supertaça no Pavilhão Infante Sagres, com umas 30 pessoas a ver, logo o argumento da localização nem sempre é válido.

  • Debora Gonçalves: Quanto a isso , só tenho a dizer.... Não souberam do local a 10 dias do evento, castro verde tem hóquei patins e disputa a 3ª divisão de seniores masculinos.Vão passar final four de juniores e iniciados, 2 escaloes, mais q adeptos suficientes, e nos mesmos dias que a Feminina! Localização é valida qdo são mais contras que prós ! Permite-me que discorde de ti e da federação...

  • Nelson Alves: Permito sim, Débora :P Era esse o objectivo do meu comentário: expor os "prós e os contras", esse é outro do problema do feminino. Ninguém se faz ouvir, logo as coisas más nunca mudam ! Aceitam-se mais opiniões, sobretudo de jogadoras de outros clubes...

  • Nuno Camarinha: Penso que não terá sido uma má escolha! Imaginem que surgia uma proposta das ilhas (tudo em nome da divulgação da modalidade, pois claro), ou mesmo de uma terriola espanhola. Feitas bem as contas Espanha se calhar ficava mais perto para qualquer das equipas. E provavelmente até se quebrava a tradição dos ultimos anos de termos um pavilhão quentinho em pleno verão. Tudo o resto é secundário, se os clubes podem suportar mais esta despesa, enfim, de tantos fins de mundo que vão acolhendo as final 4 de vez em quando pela divulgação do hóquei, quem sabe se no futuro não aparece uma potência na modalidade. Ou não...

  • Sergio Morais: Deprimente...Os clubes é que pagam os favores da Federação...mas não há nada a fazer...como eles se fartam de dizer...fomos nós que os colocamos lá!!!!

  • Inês Ribeiro: Parece-me mais uma tentativa de divulgação da própria Vila do que em prol do hóquei (no máximo só devem postar uns 3 cartazes ou ...tipo isso).

  • Cristiano Agulhas: Nelson, e com acções de formação administradas pela federação, com jogos dos "grandes" ou com a selecção que se fazem descentralizações. Para informar o andebol faz o mesmo com a selecção de seniores masculinos, os outros jogam onde existe tradição, como os femininos que jogam muitas vezes no algarve que e onde neste momento existe maior tradição do andebol feminino, mas sem fugir a nossa que esta e que temos de resolver, gostaria de saber sequer se este local se candidatou, porque ja a supertaça deste ano foi realizada num local que nem sequer se candidatou para a efectuar, por isto, e pelo passado e que nos nos queixamos, que e sempre aos mesmos......... Torno a referir e a federação que temos, mas que não merecemos.........

Notícias lidas no momento

A carregar...