Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Hóquei em Patins e Atletismo

Pavilhão do Sporting em discussão

Pavilhão do Sporting em discussão
Depois das eleições no Sporting, o Engº Gilberto Borges já questionou o novo presidente da Direcção, Dr. Godinho Lopes, sobre o novo pavilhão

(texto: PCM / AF / O JOGO)

As eleições no Sporting reabriram o debate em torno do novo pavilhão, que inicialmente previa andebol e futsal, mas que Godinho Lopes, primeiro como candidato, agora como presidente, tratou de alterar. Uma das suas preocupações, reveladas nas entrevistas à televisão e à publicação oficial do clube, passa por integrar, na nova casa, o hóquei em patins e o atletismo, apontando o início das obras para Janeiro de 2012 e conclusão para Março de 2013. As especificidades das duas modalidades, aquelas que até à data mais títulos deram aos leões, obrigarão a uma reavaliação, já em curso, depois de Godinho Lopes ter auscultado os dirigentes Mário Moniz Pereira (atletismo) e Gilberto Borges (hóquei) durante a campanha eleitoral.

Aliás, Gilberto Borges, que festejou no passado fim-de-semana a promoção da sua equipa sénior à II Divisão, garantiu a O JOGO: "O candidato prometeu e, como presidente, está a cumprir. Mas na campanha também nos disse que, ganhando ou não, estaria disponível para ajudar o nosso projecto." Tendo elogiado o trabalho da secção de hóquei, considerando-a um modelo para outras modalidades, Godinho Lopes está em sintonia com Gilberto Borges e Moniz Pereira: os três sonham com a família leonina junta. "O Sporting tem de potenciar as modalidades e voltar aos tempos do convívio entre sócios num espaço sempre ocupado aos fins-de-semana."

No projecto de Godinho Lopes, Moniz Pereira, que completou 90 anos a 11 de Fevereiro, funcionará como uma espécie de conselheiro do novo presidente, o que levou o homem conhecido por Sr. Atletismo a comentar: "Tenho a experiência de 66 anos de Sporting, por isso conheço o clube melhor do que ninguém."


"Bom para os treinos de Inverno"
A pista do pavilhão poderia servir como estrutura de apoio ao treino de determinadas disciplinas do atletismo. Moniz Pereira aplaude e explica: "A ideia é facultar o pavilhão com uma pista de 60 metros, uma caixa de saltos e um sector para o salto em altura. Continuamos sem pista coberta em Lisboa, pelo que esta seria uma forma de os atletas do Sporting poderem treinar no Inverno."


"Pavilhão importante para exibição"
Ouvido por Godinho Lopes, Gilberto Borges revelou algumas ideias partilhadas com o agora presidente: "A secção disse que quer ter a sua casa do hóquei e nisso está a trabalhar num município na área da Grande Lisboa, porque um pavilhão não comportaria nem espaço nem tempo para todos os escalões de formação e competição de todas as modalidades, mas o pavilhão é importante para exibição, ou seja, os jogos ao fim-de-semana. Temos de analisar a situação dos nossos concorrentes e utilizar 'benchmarking' para levar a obra em frente."

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...