Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

37 Anos de carreira

Tó Neves, uma vida em Patins!

Tó Neves, uma vida em Patins!
No dia em que Tó Neves completa 45 anos recebemos uma fabulosa entrevista deste jogador ao Jornal Record!

Nesta entrevista, Tó Neves conta um pouco da sua história como jogador, começou a cerca de 37 Anos num ringue em Rio Tinto. “Fui por brincadeira, não havia tradições na família, o meu pai até era futebolista e apareceu aqui um senhor em Rio Tinto a ensinar-mos a patinar e eu fui, nem tinha idade para ir, mas fui e começou a aí” Explica assim a sua iniciação no Hóquei em Patins.

“A minha relação com o meu pai sempre foi de nos contrariar-mos mutuamente e ao ir para o hóquei em patins também serviu para isso, para demonstrar ao meu pai que, afinal, era capaz de singrar na modalidade ”

Tó Neves relembra também as várias dificuldades que encontrou no inicio da sua longa carreira “Nas vésperas dos jogos andei a treinar-me sozinho para não fazer má figura. Tive perseverança e trabalhei para ter uma carreira razoável” em jeito de humildade diz, só que na realidade, nem todos os jogadores se podem gabar da magnifica carreira desportista deste Treinador e Jogador da Oliveirense!
Para Tó Neves, os seus maiores momentos foram o primeiro ano no FC Porto, a Primeira Internacionalização, e a conquista do Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins e os Jogos Olimpícos de Barcelona em 1992 ambos ao serviço da selecção Portuguesa “Destaco o primeiro ano de sénior no FC Porto, a primeira internacionalização sénior e em termos de emoção, a conquista de um campeonato do mundo e os Jogos Olímpicos de Barcelona em 1992, porque foi a grande ilusão e a grande desilusão”

Nesta mesma entrevista Tó Neves recebe a pergunta da praxe, quais os melhores jogadores com quem privou, ao que responde “Edo Bosch, Guilherme Silva, Vítor Hugo, Pedro Alves, Rui Lopes, Paulo Alves, Vítor Fortunato, Paulo Almeida, Filipe Santos e Reinaldo Ventura, Acho que estes foram os grandes jogadores da geração de ouro, tirando o Edo Bosch Claro”

Para finalizar a entrevista, anuncia o final da sua carreira, e não poderia de ser da melhor forma, conseguiu manter a Oliveirense nos primeiros lugares, é uma lenda do Hóquei em Patins, e acaba num jogo com as duas equipas do seu coração, FC Porto vs Oliveirense.

Ajude na Divulgação do Hóquei, compre a edição de hoje do jornal Record e Apoie o Mundo Do Hóquei!

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...