Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Após vitória sobre o FC Porto

Tó Neves elogia jogadores

Tó Neves elogia jogadores
No final do jogo entre a União Desportiva Oliveirense e o Futebol Clube do Porto , Tó Neves estava radiante com os seus jogadores e com o ambiente ger...

No final do jogo entre a União Desportiva Oliveirense e o Futebol Clube do Porto (4-3), Tó Neves estava radiante com os seus jogadores e com o ambiente gerado em redor da partida.
“Foi um jogo muito disputado, em que as duas equipas praticaram muito bom hóquei.
Num jogo equilibrado, acabou por ganhar a equipa que foi mais eficaz e de que mais oportunidades dispôs. A Oliveirense acabou por merecer esta vitória, inteiramente justa. Claro que o facto de o Futebol Clube do Porto ter estado sempre em desvantagem também foi determinante no desfecho deste jogo. A Oliveirense é uma equipa capaz de ganhar a qualquer adversário, é com esse objectivo que entramos em todos os jogos. Quando estamos bem, somos uma equipa difícil de bater”.
Tó Neves deixou também uma palavra de agradecimento aos seus adeptos: “Sim, foi um ambiente fantástico, nem parecia ser Quarta-Feira. Se queria estes espectadores no Sábado? A pedir, pediria mais, pois seria bom se os jogos de hóquei voltassem a ter enchentes como antigamente. De qualquer modo, espero que o jogo de hoje tenha contribuído para fidelizar mais pessoas a esta modalidade!”


Franklim lamenta suspensões
Já Franklim Pais parecia resignado com o resultado, mas acha que o mais justo seria um empate: “foi um bom jogo de hóquei. Na primeira parte cometemos muitos erros, não estivemos ao nosso melhor nível. Na segunda parte recuperámos, estávamos a jogar cada vez melhor e estávamos em ascendente, quando tivemos duas expulsões que, sinceramente, não compreendemos. Não justifica a derrota, mas influenciou, dado o momento do jogo em que aconteceram. Pela nossa segunda parte, merecíamos outro resultado”.
Com tantas derrotas na primeira volta, como em toda a temporada passada, Franklim Pais deixa uma palavra de confiança, apesar de reconhecer que a tarefa portista é agora mais complicada: “Sim, estando em terceiro lugar, deixamos de depender só de nós. Mas como eu sempre disse, o campeonato este ano está bastante equilibrado e competitivo, há quatro equipas com capacidade de lutar pelo título. Mas no final veremos. No primeiro ano do enea começámos a fase final em sexto lugar e fomos campeões nacionais…”
Por fim, uma pergunta sobre a reacção da equipa a mais uma derrota: “o balneário está bem. Apenas estamos tristes por os resultados não estarem a ser o queríamos, mas o grupo vai continuar unido e a jogar jogo a jogo em busca das vitórias”.

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...