Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Ainda o Ranking Mundial de Clubes

Esclarecimento sobre o Ranking

Esclarecimento sobre o Ranking
O facto de o SL Benfica ser o actual líder do Ranking Mundial de Clubes tem sido notícia, algo que prestigia o trabalho elaborado, mas que por vezes c...

O facto de o SL Benfica ser o actual líder do Ranking Mundial de Clubes tem sido notícia, algo que prestigia o trabalho elaborado, mas que por vezes causa dúvidas sobre o mesmo.

Contactado pelo “Mundo do Hóquei”, o autor deste trabalho, Fernando Castro, explicou o porquê de o Benfica liderar, a 31 de Dezembro de 2010, esta tabela. A mesma explicação serve para justificar as más classificações de clubes como o FC Barcelona ou o FC Porto, entre outros.

Esperemos que, com esta explicação, deixem de haver comentários depreciativos a este trabalho, que “vale o que vale”, mas que é tão ou mais válido que os rankings oficiais…



ESCLARECIMENTO:
Os rankings calculados e divulgados no site http://rink-hockey.net utilizam o sistema ELO para definir a pontuação das equipas. Para tal, tem em conta os resultados das partidas disputadas, sendo que as amigáveis contam com peso de metade e as internacionais ou disputadas entre equipas de ligas diferentes entram com peso duplo.
As regras completas podem ser consultadas em http://rink-hockey.net/rules.htm.

A lista do Ranking mundial de clubes, publicada com referência a 31 de Dezembro de 2010, considera, para as equipas europeias (com excepção da 2. Bundesliga Sud da Alemanha e das provas na Holanda), as partidas disputadas desde 1 de Agosto de 2010 até ao final do ano, ou seja, num período de 5 meses. Para os restantes casos, sendo a época coincidente com o ano civil, esta lista considera as partidas realizadas durante todo esse período. O que faz com que o ranking de final de ano civil seja mais preciso para as equipas argentinas, chilenas, brasileiras, do que para as europeias. De facto, a 31 de Dezembro, ainda só estão realizados cerca de 1/3 das partidas previstas na Europa. O que faz com que qualquer resultado individual tenha uma influência muito grande no posicionamento das equipas no ranking. Pelo contrário, o ranking a publicar a meio do ano será mais fiável para as equipas europeias, mas menos preciso para as restantes.

Veja-se, por exemplo a situação da equipa do FC Porto: em 16 jogos disputados (1 amigável, 2 internacionais e 13 nacionais), venceu 12, empatou 1 (Candelária) e perdeu 3 (Benfica para Super-Taça, Viana para nacional e Valdagno para Liga Europeia). O que dá, em termos ponderados pelas regras do ranking, 77,3 % dos pontos possíveis, conduzindo aos 2340 pontos e 11º lugar no ranking. Bastaria que um só resultado fosse mais favorável para que o posicionamento também o fosse. Por exemplo, se tivesse vencido o Candelária em vez de empatar, o Porto atingiria os 2357pontos, subindo 2 lugares. Se tivesse vencido em Valdagno, em vez de perder, o FC Porto colocar-se-ia na 3ª posição com 2476 pontos. Até final da época, com mais resultados, estes menos bons do início de época serão diluídos implicando, se os resultados do FC Porto doravante forem melhores, a subida inevitável no ranking.

Quanto ao SL Benfica, também em 16 jogos (13 oficiais e 3 amigáveis), venceu 15 e perdeu apenas um (contra FC Porto para o Nacional). O que dá, em termos ponderados, 92,9 % dos pontos possíveis. Puxando-o para o 1º lugar do ranking, "beneficiando" também do facto de, nos outros campeonatos europeus mais fortes (Espanha e Itália), estar a haver forte competição, com todas as equipas de topo a perderem jogos.

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...