Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Hóquei em Patins: Liga Europeia de Clubes 2010/11

Luís Coelho regressa a Portugal

Luís Coelho regressa a Portugal
Por um fim-de-semana, Luís Coelho regressa a Portugal, para enfrentar, no Dragão Caixa, o Futebol Clube do Porto, ao serviço da sua nova equipa, RSC Cronenberg

(foto: RSC Cronenberg)

Mundo do Hóquei: Como viveste estes últimos dias antes do regresso a Portugal?
Luís Coelho: Esta estreia nos "grandes palcos" do Hóquei em Patins, não podia ter sido mais desejada por mim. Em primeiro lugar porque vou defrontar um dos maiores "tubarões" da Europa que é o Futebol Clube do Porto, e depois porque isso vai acontecer no meu país, onde sinto que estou em casa e posso mostrar o que sei perante o meu povo. Portanto, posso dizer que estes dias que antecedem o jogo estão a ser vividos com muita excitação da minha parte!


MdH: De que é que sentiste mais saudades, nestes meses em que estiveste longe de Turquel e do país?
LC: Família e amigos sempre foram as prioridades da minha vida, por isso não hesito em responder que é deles que sinto mais saudades. O clima, a comida e a língua, também me fazem pensar algumas vezes em Portugal, mas na verdade estou aqui para isso mesmo, para sentir as diferenças entre a realidade que tinha e aquela que este país tem para me oferecer e estou feliz por ter entrado nesta aventura.


MdH: Como está a reagir a tua actual equipa a esta estreia na Liga Europeia, no Dragão Caixa, ante o Futebol Clube do Porto?
LC: Seria desonesto dizer que a minha equipa está a encarar o jogo apontando 50% de hipóteses de trazer a vitória. Como é óbvio, todos nós temos noção que será preciso um dia fora do normal para vencer o Futebol Clube do Porto. Porém, cada equipa tem dez jogadores, existem duas balizas e a bola é redonda. Com isto, quero dizer que a motivação extra que cresceu dentro de nós nestes últimos dias, pode levar a que façamos algo de extraordinário no Porto, não passando exactamente por uma vitória, mas sim por uma exibição bem conseguida e enfrentando de peito aberto a equipa adversária.


MdH: Como está a correr a tua adaptação ao hóquei alemão? Que balanço fazes da temporada, até ao momento?
LC: Creio que é justo dizer, que adaptarmo-nos bem ou mal a uma situação depende acima de tudo da nossa atitude. Sabendo eu que o meu desejo era ter sucesso no Hóquei Alemão, restou-me apenas dar o meu melhor desde o início e ter um espírito aberto e receptivo para entender as diferenças entre o que "trazia na bagagem" (excelentes aprendizagens feitas no Hóquei Clube de Turquel!) e aquilo que eles valorizam aqui. A partir daqui senti que a equipa precisa da minha ajuda e eu preciso da ajuda dela.
Estamos algo inconstantes neste início de época, também devido ao grupo renovado deste ano, porém sabemos que é na altura dos Play-off que temos que estar no “pico de forma” e estou seguro que assim acontecerá. Nem tudo tem sido fácil, mas creio que com o tempo, a minha integração será ainda melhor e aí vou ter um papel ainda mais importante no Hóquei em Patins da Alemanha.

Obrigado ao Mundo Ok e um abraço para Portugal!!!

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...