Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Campeonato Regional de Juvenis: Associação de Patinagem do Porto

Juvenis do Porto derrotam Carvalhos

Juvenis do Porto derrotam Carvalhos
O Futebol Clube do Porto recebeu e venceu o Clube de Hóquei dos Carvalhos, em partida relativa à quinta jornada do Campeonato Regional de Juvenis

(foto: Octávio Barbosa / CHC)

O Futebol Clube do Porto somou ontem a quinta vitória, no quinto jogo disputado no Campeonato Regional de Juvenis. Depois de um teste difícil, na semana passada, no Lima (vitória sobre o Académico do Porto, por 1-5), ontem foi a vez da recepção ao Clube Hóquei dos Carvalhos, no Municipal de Fânzeres.

Contra uma equipa do Carvalhos muito fechada na defesa, e com marcações cerradas, foi difícil para o Futebol Clube do Porto encontrar espaços para marcar. O jogo foi dominado pelos portistas, mas a equipa visitante teve as suas oportunidades, geralmente em contra-ataque. Não conseguiram, no entanto, ser eficazes nos poucos lances de perigo que conseguiram construir.
Sem grandes espaços, os portistas tiveram de ser pacientes nas trocas de bola e acutilantes nas jogadas de ataque. Quando a equipa se uniu, construindo jogadas de 2 para 1 ou de 3 para 2, os golos surgiram.
O marcador foi inaugurado por Pedro Cerqueira (8’), que fez o golo numa recarga, após um primeiro remate de Miguel Costa, que Rui Gomes defendeu. Aos 10 min, Miguel Costa ampliou o marcador para 2-0. Logo após o golo, o treinador Miguel Camões pediu desconto de tempo e trocou todos os jogadores de campo, para dar oportunidade a todos os elementos do plantel para jogar.
Aos 11’, um golo foi anulado ao Carvalhos, porque a baliza portista estava fora do sítio.
Neste lance, o guarda-redes André Almeida acabou por danificar a máscara, acabando por sair e ceder o seu lugar a Pedro Guimarães.
Aos 14’, o Carvalhos teve uma boa oportunidade, quando Diogo Carvalho apareceu isolado na cara de Pedro Guimarães, mas não conseguiu fazer o golo. Até ao intervalo, o Porto aumentaria a vantagem para 3-0, graças a um golo de Fábio Oliveira, a um minuto do final da primeira parte.



No segundo tempo, os portistas tentaram aumentar o ritmo de jogo, aproveitando o facto de terem mais opções para rodar. O Carvalhos não mudou de estratégia, mantendo-se mais concentrado na defesa e nas tentativas de contra-ataque.
O único golo desta segunda parte foi apontado por Afonso Santos, de grande penalidade, aos 34’. De salientar que, neste segundo tempo, Xavier Cardoso e Miguel Costa enviaram duas bolas à barra e… o guarda-redes do Carvalhos fez uma mão cheia de boas e difíceis defesas.
De referir que o guardião dos Carvalhos tem ainda idade de iniciado, pelo que a sua exibição demonstrou um bom potencial para o futuro.
Num jogo tranquilo, o árbitro Joaquim Pinto não complicou e fez uma boa arbitragem.



No final do jogo, os dois treinadores falaram com o “Mundo do Hóquei”:

Miguel Camões, treinador do FC Porto
“Este foi um jogo diferente do que aconteceu com o Gulpilhares e o Académico que, a meu ver, estão num patamar mais elevado do que o Carvalhos. Hoje a nossa estratégia era totalmente diferente, nesta fase da temporada quero dar mais tempo de jogo a todos os atletas, para que todos joguem. O outro objectivo era vencer e não sofrer golos. Queremos maximizar as capacidades técnicas e tácticas de todos os jogadores, de modo a fortalecer o grupo, e penso que foi isso que conseguimos fazer hoje.”

Paulo Torres, treinador do CH Carvalhos
“Não há muito a dizer, contra equipas como o FC Porto tínhamos de jogar desta maneira. Penso é que teríamos de aproveitar as poucas oportunidades de que dispomos para marcar, e isso não conseguimos fazer. Temos de ser mais agressivos no ataque! De qualquer maneira, acho que fizemos um bom jogo e demos boas indicações para o futuro. Nacional? Não! Esta é uma equipa de juvenis de primeiro ano, com guarda-redes iniciados… este ano o objectivo é dar andamento à equipa, para no próximo ano fazermos mais…”


As equipas alinharam e marcaram:

FC Porto (4):
André Almeida (Gr); João Almeida, André Realista, Miguel Costa (1), Pedro Cerqueira (1) – cinco inicial; Jogaram ainda: Afonso Santos (1), Fábio Oliveira (1), Xavier Cardoso, Renato Castanheira, Pedro Guimarães (Gr);
Treinador: Miguel Camões;

CH Carvalhos (0):
Rui Gomes (Gr); Diogo Carvalho, Rui Mendes, Jorge Almeida, João Pereira – cinco inicial; Jogaram ainda: Américo Silva, Rui Silva, Rafael Ferreira;
Treinador: Paulo Torres;

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...