Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Campeonato Nacional da Terceira Divisão, Zona Norte

Cucujães goleia Famalicense

Cucujães goleia Famalicense
Apesar do favoritismo, o jogo correu muito mal ao Famalicense. Para o treinador local, a vitória do Cucujães não sofre contestação, mas há que pensa...

Apesar do favoritismo, o jogo correu muito mal ao Famalicense.
Para o treinador local, a vitória do Cucujães não sofre contestação, mas há que pensar jogo a jogo. Já o treinador do Famalicense admitiu que tudo correu mal à equipa e que há aspectos a serem corrigidos… mas o objectivo continua a ser a subida de divisão.

Num jogo com muitos golos e muita emoção, há a salientar o fair-play da maior parte dos hoquistas e a arbitragem tranquila de José Monteiro, quase sem problemas de maior para resolver.



Rui Tavares, treinador do CD Cucujães
“Eu olhei para este jogo como sendo mais um jogo com três pontos em disputa, não olhei para o nome do adversário, nem olhei para a tabela classificativa. É evidente que sabia que o Famalicense era uma excelente equipa, que está com grandes possibilidades de subir de divisão, ou pelo menos assumiu essa situação.
Nós estamos aqui para jogar jogo a jogo, e os jogadores já sabem aquilo que se pretende. Vamos trabalhar mais e pensar já no próximo jogo, este vai ser para lembrar, mas só no final do campeonato…”

“As vitórias e a posição na tabela classificativa é que podem ajudar as pessoas a vir ao hóquei. Penso que os cucujanenses estão a aderir mais esta época, e penso que jogo a jogo as pessoas virão ao pavilhão!”



Rui Teixeira, treinador do Famalicense AC
“O Famalicense jogou hoje com uma boa equipa, muito bem organizada, mas não jogou ao nível em que pode e deve estar. As responsabilidades por este resultado obviamente que são minhas e da equipa, pois todos ganhamos e todos perdemos. É verdade que estávamos à espera de fazer aqui um jogo melhor, mas apanhamos uma equipa moralizada, que teve a sorte do jogo, pois apanhou-se sempre à frente no resultado.
Agora temos de pensar porque é que se marcam cinco golos e não se ganha o jogo e, por outro lado, pensar como é que se sofrem nove golos, porque isso é realmente demais para uma equipa como o Famalicense. Vamos ver o que podemos fazer para melhorar e para no próximo jogo estarmos outra vez a 100%.
Este jogo não é para esquecer, mas sim para lembrar, pois não queremos voltar a repetir os mesmos erros, queremos voltar ao rumo das vitórias!”

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...