Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

É tudo nosso

É tudo nosso
Portugal não pára de conquistar a Europa. A selecção nacional [...]

Portugal não pára de conquistar a Europa. A selecção nacional de hóquei em patins, afastada de forma incrível dos títulos desde 2003, venceu a Itália na final por 6-2 e voltou a fazer de Oliveira de Azeméis a cidade talismã para matar borregos. O primeiro borrego, em 2003, tinha dez anos. Portugal já não vencia um Mundial desde 1993 até que Pedro Alves, autor do único golo da final, fechou uma década repleta de Europeus, quatro consecutivos entre 1992 e 1998.

Hoje, em 2016, matou-se o borrego que já vinha precisamente desde 1998, o último título europeu da formação lusa que agora volta a repetir a história, vencendo a Itália, na final e em Oliveira de Azeméis, perante cerca de 4000 espectadores. Os italianos haviam vencido a Espanha por 1-0 nas meias-finais, ao passo que Portugal voltou a passear frente aos suíços, pelo mesmo resultado da fase de grupos: 8-0.

E as previsões de festa eram poucas. Mal o jogo começou, o italo-argentino Federico Gabriel Ambrosio, executante de alta qualidade e provavelmente o maior responsável pelo regresso dos transalpinos à discussão dos títulos, marcou dois tentos em dois minutos (3′ e 4′), o primeiro no seguimento de um contra-ataque e o segundo de grande penalidade. Até ao intervalo o resultado não sofreu alteração.

Na segunda parte, Portugal jogou o tudo por tudo, continuando com um alto ritmo de jogo, situação que desde há vários anos afecta as selecções italianas dado o baixo andamento de que padece o seu campeonato doméstico. Naturalmente, quando a competir com outras selecções ou quando em competições internacionais de clubes, esse aspecto vem ao de cima. Através da insistência, a selecção nacional virou o resultado ao cabo de 14 minutos, primeiro por Diogo Rafael (2′ e 12′) em transições rápidas e depois por Reinaldo Ventura (14′), de grande penalidade.

A perder, a ‘squadra’ de Massimo Mariotti abriu o jogo em modo de nada a perder, acabando por permitir aos Ursos a dilatação do resultado, até chegar ao 6-2 final. Golos de Rafa (17′), João Rodrigues (17′) e Hélder Nunes (18′), este de livre directo.

A equipa nacional de hóquei em patins junta-se assim aos títulos europeus do atletismo e do futebol da semana passada, em época de ouro do desporto português, mas também do hóquei nacional, se tivermos em conta os títulos europeus de clubes em 2015/2016, com a vitória do Benfica na Liga Europeia e do Óquei de Barcelos na Taça CERS. Os hoquistas serão recebidos pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na próxima terça-feira, no Palácio de Belém.



Fonte: Modalidades

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...