Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Quarteto de luxo na final a quatro da Taça

Quarteto de luxo na final a quatro da Taça
Surpresas na Taça só se for em futebol. Em hóquei, [...]

Surpresas na Taça só se for em futebol. Em hóquei, os quartos-de-final não passaram de uma tarde tranquila para os favoritos. Quatro encontros de David contra Golias em que a história, desta vez, não se repetiu, já que o David nem sequer conseguiu empurrar o Golias, quanto mais derrubar. Benfica, Sporting, FC Porto e Óquei de Barcelos carimbaram o apuramento para a final a quatro da Taça de Portugal, derrotando de forma esclarecedora o Parede, Carvalhos, Paço de Arcos e Valença, respectivamente.

Na Linha de Cascais, os encontros do campeão e vice-campeão nacionais tiveram tons de goleada, com o Benfica a vencer por 8-1 o recém vencedor da zona sul do Nacional da 3ª Divisão, Parede, e o FC Porto a derrotar o primo-divisionário Paço de Arcos por 5-0.

No primeiro, até houve cheiro a surpresa, já que o Parede esteve na frente do marcador com um golo de Diogo Pereira aos três minutos. No entanto, e ainda antes do descanso, o Benfica já vencia por 3-1, com tentos de Adroher (14′), Diogo Rafael (17′) e Nicolia (19′, de grande penalidade). Na segunda parte completou-se a goleada com mais cinco tentos, da autoria de João Rodrigues (2′), Tiago Rafael (4′), Miguel Rocha (21′) e Adroher a completar o hat-trick com dois tentos, ambos ao minuto 21.

Uns quilómetros ao lado, o FC Porto também deu pouca margem ao seu adversário. Saída para o descanso com uma vantagem de dois golos (Jorge Silva aos 15′ e Gonçalo Alves aos 24′) e, na segunda parte, mais três (Vítor Hugo aos quatro, Hélder Nunes aos sete e Jorge Silva aos 23′) para fechar a contagem de mão cheia.

A norte, Sporting e Óquei também não sentiram grandes dificuldades. Os leões golearam os Carvalhos por 10-3 enquanto os vencedores da Taça CERS 2016 derrotaram a formação do Valença por 6-3.

Nos Carvalhos, em outro duelo entre equipas de diferentes divisões nacionais (desta feita primeira contra segunda divisão), a tranquilidade começou com três tentos no primeiro tempo (João Pinto aos seis e 14 e Poka aos 18) e, na etapa complementar, foi só jogar com o resultado, havendo golos para os dois lados. José Almeida, Rui Vidal e André Matos marcaram para os da casa enquanto Tuco (2), João Pinto (3), Centeno e o júnior João Campelo fizeram os tentos verde e brancos.

A um quilómetro de Espanha, o Barcelos também não deu grande espaço ao sonho da formação que alinha uma divisão abaixo, apesar do resultado curto ao intervalo (1-2 a favor dos forasteiros). Luís Querido e Hugo Costa marcaram para o Óquei enquanto Zé Braga reduziu para o Valença, de grande penalidade. Na segunda parte, os golos de Vieirinha e Querido colocaram os visitantes a vencer por 4-1, havendo espaço para mais dois tentos para cada lado, por Zé Braga (dois, um deles de livre directo), Joca e Hugo Costa.

Nas meias-finais haverá dérbi com o confronto entre Benfica e Sporting, enquanto o FC Porto defrontará o Óquei de Barcelos. O local da final a quatro ainda não é conhecido.



Fonte: Modalidades

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...