Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Há melhor que um dois em um?

Há melhor que um dois em um?
Será difícil para qualquer outra equipa e em qualquer modalidade [...]

Será difícil para qualquer outra equipa e em qualquer modalidade repetir o feito benfiquista. Sagrar-se bi-campeão nacional às 16h34 e passar à final da Liga Europeia 26 minutos depois. E só foi possível graças ao empate do FC Porto com o Valongo em jogo atrasado da 23ª jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão, em primeiro lugar, e à vitória do Benfica sobre o FC Barcelona nas meias-finais da Liga Europeia que têm lugar este sábado no pavilhão Fidelidade em Lisboa.

No segundo encontro, era mais que esperada a decisão pelas grandes penalidades. As duas melhores equipas da Península Ibérica, ambas campeãs de Portugal e Espanha e com grandes diferenças pontuais sobre os segundos classificados, defrontaram-se na meia-final que foi considerada por muitos (ou todos) como a final antecipada desta Liga Europeia. Este domingo veremos se assim é. O que já vimos, é que quer Benfica quer Barça podiam ter carimbado o passaporte para o derradeiro encontro, mas foram os encarnados os mais assertivos na hora das grandes penalidades.

Após uma partida muito cautelosa de ambos os lados e com apenas dois golos e de bola parada – Álvarez marcou primeiro de livre directo ao minuto 9′ da segunda parte e Torra empatou de penálti a três minutos do final -, acabaram por ser os catalães ex-Barça a ditar o vencedor. Adroher na segunda série de penalidades e Torra na seguinte, fizeram o 3-1 para os da casa, com Panadero a ser o único blaugrana a converter, já na quarta série.

O Benfica aguarda assim o resultado da segunda meia-final entre Oliveirense e os italianos do Forte dei Marmi, enquanto festeja o seu 23º título nacional, o segundo consecutivo.



Fonte: Modalidades

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...