Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Bem me quer para o Barcelos

Bem me quer para o Barcelos
A primeira sessão de grandes penalidades calhou bem ao hóquei [...]

A primeira sessão de grandes penalidades calhou bem ao hóquei português. O Óquei de Barcelos passou os italianos do Matera nas meias-finais da Taça CERS ao vencer por 5-4 na lotaria, depois do empate a três verificado ao fim dos 50 minutos regulamentares e também do prolongamento.

Depois de uma verdadeira procissão rumo ao cemitério dos elefantes, em que nenhuma das equipas parecia querer jogar, a vantagem alcançada antes do descanso com dois tentos de Reinaldo Ventura idênticos (20′ e 25′), concretizando segundas bolas no interior da área, tornou a etapa complementar bem mais interessante, ainda que o ritmo não tenha aumentado significativamente.

Juanjo López (5′) e Antezza (12′), com dois belos golos no miolo do meio-rinque ofensivo, fizeram o marcador voltar à estaca zero e o estilo de jogo que já estava pouco apelativo, voltou a descer ao nível do primeiro tempo. O Matera com poucas soluções de banco (jogou apenas com cinco elementos de rinque) e o Barcelos ao seu (incompreensível) estilo apático, de esperar que aconteça sem fazer para acontecer, voltou a conseguir vantagem no marcador com novo tento de Reinaldo Ventura (15′), de livre directo.

Mas o Matera nem deixou os minhotos festejarem, já que no minuto seguinte Antezza voltou a empatar em mais um grande lance individual. Os golos voltaram nas grandes penalidades, com Reinaldo Ventura a fazer o 4-3, Cellura a empatar na penalidade seguinte e Vieirinha a fazer o tento decisivo. Antezza marcou a última penalidade mas sem sucesso, fazendo com que o Barcelos nem tivesse precisado da quinta série para festejar a passagem à final, onde encontrará os catalães do Vilafranca que derrotaram o Sporting, também nas grandes penalidades.



Fonte: Modalidades

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...