Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Afinal o muro da Invicta não vai cair

Afinal o muro da Invicta não vai cair
Ficou a uma década de igualar o muro de Berlim. [...]

Ficou a uma década de igualar o muro de Berlim. Edo Bosch, o muro da Invicta que fez parte da casa do Dragão durante 18 anos, não irá cair, mas sim sair, mudando inesperadamente de endereço até Viana do Castelo. Com a chegada de Cabestany ao FC Porto e a aposta no ‘eterno suplente’ Nélson Filipe, pairou no ar a despedida do guardião catalão de 40 anos de idade, o que ainda não irá acontecer.

Edo Bosch assinou pela Juventude de Viana, sucedendo a Francisco Veludo que, após uma época no Minho, está de saída e sem rumo definido, pelo menos oficialmente. Para o lugar do internacional espanhol deverá ingressar um outro catalão, sendo o nome de Carles Grau – a alinhar no Vic – o mais falado desde há algumas semanas.

A transferência de Edo Bosch vem no seguimento das notícias que dão o técnico-adjunto azul e branco, Renato Garrido, como futuro timoneiro da Juventude. Certa é a saída do actual treinador, Pedro Sampaio, que confirmou na passada terça-feira o fim do vínculo com os minhotos, após a vitória sobre o Candelária.

Edo Bosch representou a selecção espanhola mas bem cedo renunciou, após o Campeonato da Europa de 1998. Nos Dragões venceu 13 Campeonatos Nacionais, 6 Taças de Portugal e 9 Supertaças António Livramento.

 



Fonte: Modalidades

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...