Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Afinal quem escorregou foi o FC Porto

Afinal quem escorregou foi o FC Porto
Sporting e Benfica é que jogaram com o piso escorregadio [...]

Sporting e Benfica é que jogaram com o piso escorregadio devido à humidade, mas foi o FC Porto quem escorregou. A jogar em Turquel, os azuis e brancos não conseguiram dar a volta a uma tremenda entrada da equipa da casa que ao intervalo vencia por 4-0 com um póker de Vasco Luís (minutos 1, 6, 8 e 18).

Os turquelenses, para além de eficazes, levaram de facto a lição bem estudada, estando muito activos na defesa, evitando meias-distâncias e jogadas a partir de trás da baliza do guardião Tuga. A segunda parte abriu com golo azul e branco (Hélder Nunes aos 3 minutos) mas o Turquel não desarmou e dilatou para 7-1 (!), deixando o Mundo do hóquei em profunda admiração. Luís Silva, Xanoca de livre directo e Xavier Lourenço de grande penalidade, foram os marcadores (minutos 5, 6 e 7). O FC Porto voltou a reduzir por Jorge Silva (minuto 11) e o Turquel a colocar o marcador de novo em seis tentos de diferença, através do golo de Xavier Lourenço (minuto 12).

A partir daqui só deu FC Porto no ataque e Nélson Filipe com algumas intervenções importantes para que os forasteiros fossem reduzindo distâncias, o que acabou por acontecer, até aos 8-5 finais. Reinaldo García (minuto 17), Rafa (minuto 18) e Gonçalo Alves (minuto 22), este de livre directo, foram os marcadores.

Escorregadela que vale aos portistas uma distância de 10 pontos para o líder Benfica. Ao que parece, o título de campeão nacional está entregue, ficando os outros lugares cimeiros reservados a FC Porto, Oliveirense e Óquei de Barcelos, havendo uma reduzida hipótese do Sporting se intrometer neste leque que irá à Liga Europeia na próxima temporada.



Fonte: Modalidades

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...