Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Valongo despede-se com vitória

Valongo despede-se com vitória
O Valongo venceu o Vendrell por 5-3 no fecho da fase de grupos da Liga Europeia mas já estava afastado da luta pelos quartos-de-final. Para o Valongo ...

O Valongo venceu o Vendrell por 5-3 no fecho da fase de grupos da Liga Europeia mas já estava afastado da luta pelos quartos-de-final.

Para o Valongo tudo estava decidido na Liga Europeia. Para o Vendrell havia uma ténue esperança que o Forte dei Marmi escorregasse em casa e assim, com uma vitória em Valongo, pudesse evitar o Benfica.

Começou cedo a jornada para os catalães. Com um plantel que costuma ser composto com um júnior – que não pode acompanhar a equipa – e com Eloi Mitjans lesionado, os jogadores do Vendrell meteram os despertadores para as 4h para seguirem para o aeroporto. No entanto, seria o Valongo a entrar um pouco adormecido…

Sergi Miras inaugurou o marcador

O Vendrell de Guillem Perez entrou mais forte, com as figuras do plantel Jordi Ferrer, Francesc Gil, Jordi Creus (“Xixi”) e Sergi Miras a controlarem as operações e os rasgos – na fase inicial do jogo ainda muito a espaços - de irreverência dos jovens do Valongo. E, aos 11 minutos, Miras inaugurou o marcador, batendo Pedro Freitas.

Guillem Perez reencontrou Pedro Freitas depois de o ter tido pela frente na final do Mundial de sub-20. O português voltou a levar a melhor, tal como Diogo Seixas e Luís Melo.

Miguel Viterbo pediu de imediato um desconto de tempo para relançar a sua equipa no jogo. E conseguiu-o. O Valongo regressou à partida mais pressionante, mais rápido a sair e – já depois de Xavier Cardoso ver um golo ser-lhe anulado (puxou a baliza ao contorná-la) – seria premiado já perto do intervalo com o primeiro dos três golos de João Almeida.

João Almeida prepara-se para marcar o segundo da sua conta pessoal

O internacional jovem português que chegou esta época do FC Porto teve logo no arranque da etapa complementar oportunidade para bisar mas Guillem Fox evitou o golo de livre directo a castigar a 10ª falta da sua equipa. Mas o guarda-redes catalão pouco mais pode fazer para evitar cinco minutos do Valongo a definirem o desfecho da partida. No espaço de um minuto e 22 segundos, João Guimarães fez o 2-1 e João Almeida assinou com elevada nota artística o 3-1 (a meter a bola de trás da baliza) e o 4-1 (numa irrepreensível picadinha).

Ainda respondeu Sergi Miras, de grande penalidade, a reduzir para 4-2 num “bilhete” - conforme descreveria o guardião do Valongo no final - sem hipótese de defesa. Mas o cansaço dos rojinegros, ainda para mais com um plantel curto, não deu para “virar” perante um Valongo que respira vitalidade.

Francesc Gil, um dos mais activos do Vendrell na primeira parte; na segunda pesou aos catalães uma jornada que começou às 4h

Não faltaram oportunidades de golo mas os guarda-redes adiariam até ao derradeiro minuto mais motivos para festejo. A aproveitar vantagem numérica por azul a “Xixi” Creus, Hugo Azevedo fez o 5-2 e, mesmo com um a menos por azul a Francesc Gil, o Vendrell fechou as contas no 5-3 final com Xavi Aldrich a ser o mais rápido no sprint para a recarga a uma grande penalidade falhada por Miras, faltava jogar menos de meio minuto…

A derrota do Vendrell colocava-os na rota do Benfica, independentemente do resultado do Forte dei Marmi. E os italianos nem falharam, vencendo por 9-1 o Quevert. O Valongo termina a fase de grupos com sete pontos, todos conseguidos em casa e fruto de vitórias sobre Quevert (5-1) e Vendrell (5-3) e um empate com o Forte (5-5).

Pedro Freitas evita hat-trick de Miras

No final da partida, Guillem Perez estava conformado com a derrota pese o esforço da sua equipa. Nos quartos-de-final segue-se o Benfica e quer Perez, quer Sergi Miras, dão o favoritismo aos encarnados. Ainda relativamente a esta última jornada da fase de grupos, ambos lamentaram a actuação da dupla de arbitragem – muito contestada pelos “vendrelences” ao longo da partida - mas vincando que acabou por prejudicar as duas equipas.

Pedro Freitas, guarda-redes do Valongo que se exibiu a excelente nível, sublinhou a importância de uma terceira vitória consecutiva no manter de uma tónica vitoriosa para o que resta da época.

Quartos-de-final

Os oito emblemas presentes nos quartos-de-final já eram conhecidos mas esta derradeira ronda serviu para definir o emparelhamento da eliminatória que serve de acesso à ambicionada Final-4. Com a primeira mão a ser jogada a 5 de Março e a segunda a 2 de Abril, o FC Porto defronta a Oliveirense, o Benfica tem pela frente o Vendrell, o Forte dei Marmi mede forças com o Vic e o Liceo discute o lugar entre os quatro melhores com o Barcelona.

Já na Final-4, o vencedor do duelo luso entre Porto e Oliveirense procura um lugar na final com Forte dei Marmi ou Vic, ao passo que da eliminatória entre Benfica e Vendrell sai o adversário de Liceo ou Barcelona.

I Concurso Fotográfico Mareamarilla

O HóqueiPT está entre os finalistas do I Concurso Fotográfico Mareamarilla. Contamos com o seu voto? Faça um "like"/"gosto" abaixo, na nossa foto a concurso.

(function (d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "//connect.facebook.net/pt_PT/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));

"Así es el hockey patines...dejar todo lo que tienes en pista".Autor: José Alves.Lugar: Valongo, Portugal

Publicado por Marea Amarilla hockey hoquei em Quarta-feira, 2 de Março de 2016

Jogos relacionados

AD Valongo 5 : 3 6 Fev 00h00 CE Vendrell


Veja esta e outras noticias em: HoqueiPT

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...