Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Os “novos” ganharam aos “velhos”

Os “novos” ganharam aos “velhos”
Duelo de gerações e de dragões com ex-dragões. Pedro Moreira, [...]

Duelo de gerações e de dragões com ex-dragões. Pedro Moreira, Ricardo Barreiros, Caio e o técnico Tó Neves regressaram ao clube que representaram em 2014/2015, hoje bem diferente em termos de matéria prima, dadas as alterações no último defeso. A defender a vice-liderança, a formação oliveirense cedeu por 3-2 e à penúltima jornada da primeira volta conta já com 10 pontos de atraso em relação ao líder Benfica, mais um que os azuis e brancos, agora no terceiro posto, também atrás do Óquei de Barcelos.

Pavilhão praticamente cheio e muita gente de Oliveira de Azeméis para um jogo de ritmo muito intenso mas que não teve a qualidade que se esperava. Os erros defensivos habituais da Oliveirense nas trocas (ou falta delas) de marcação aquando dos bloqueios e os erros defensivos pouco habituais dos jogadores da casa quando os aveirenses exploravam os mesmos movimentos foram o principal motivo dos golos e das jogadas mais perigosas da partida, pouco fértil em superioridades numéricas. A meia-distância foi, assim, o prato forte, servido com mais eficácia por parte dos visitados que começaram a vencer com um golo de Hélder Nunes, em contra-ataque, ao minuto cinco. Ricardo Barreiros com um forte tiro do meio da rua empatou (minuto 10) mas Vítor Hugo, no interior da área, finalizou com sucesso aos 17 minutos, fixando o resultado ao intervalo.

Na segunda parte a mesma toada, com o FC Porto a conseguir a vantagem de dois golos graças ao stick de Reinaldo García, num ataque em superioridade numérica ao minuto 15. Carlos López a três minutos do final ainda reduziu mas foi insuficiente para dar a volta ao marcador.

As duas formações concentram-se agora para a Liga Europeia, com os portistas a visitarem o Iserlohn da Alemanha com o apuramento e o primeiro lugar do grupo já garantidos, ao passo que a Oliveirense visita o Basileia da Suíça com a obrigatoriedade de vencer para manter intactas as esperanças de qualificação para os quartos-de-final.



Fonte: Modalidades

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...