Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Grão a grão enche o leão o papo

Grão a grão enche o leão o papo
Depois do alto e do baixo, temos um leão a [...]

Depois do alto e do baixo, temos um leão a um tamanho normal. A febre da conquista da Supertaça António Livramento abafada pelas goleadas sofridas com Barça, Benfica e FC Porto e os desaires inesperados com o Braga e Viana dão agora lugar à estabilidade das vitórias consecutivas (três) contra equipas com ambições menores no campeonato. Facto é que a turma leonina vai, a pouco e pouco, aproximando-se dos quatro primeiros classificados, lugares de acesso à Liga Europeia. Se vencer em Paço de Arcos na próxima jornada e se o Benfica vencer em Oliveira de Azeméis, a equipa de Nuno Lopes ficará somente a três pontos do quarto posto.

Esta jornada, o alvo foi o Turquel. A jogar em Torres Vedras no rinque do Sporting local devido ao piso escorregadio que se tem verificado no Livramento, originado pelo mau tempo dos últimos dias, o conjunto verde e branco brindou os adeptos que encheram as bancadas com uma vitória por 9-4, conquistada com mais facilidade em relação ao esperado, já que o Turquel tem-se demonstrado um osso duro de roer para qualquer equipa primo-divisionária, nas últimas temporadas.

No banco, a estreia da nova cara da estrutura leonina, José Trindade, antigo dirigente do Benfica. No rinque, um Sporting igual a si próprio, sem grande dinâmica no ataque e expectante na defesa, ainda assim suficiente para se superiorizar aos turquelenses que nunca estiveram na luta pelo resultado. Quatro tentos sem resposta na primeira parte, da autoria de Zorro Viana (minuto um), João Pinto (minuto 16) e Centeno (minutos 11 e 23).

No segundo tempo o acelerador dos golos não parou e os leões continuaram a marcar, chegando aos 6-0 por Poka e Cacau (minutos três e quatro). Ao minuto cinco Vasco Luís reduziu para 6-1 mas o jogo já tinha perdido a chama (se é que alguma vez teve) e as duas formações limitaram-se a atacar e a defender sem grande critério até final, aparecendo os golos e as grandes defesas de forma natural e sem grandes esforços de parte a parte. Cacau, Centeno e Zorro Viana – este último com grande mestria num livre directo – fizeram os restantes golos para o Sporting enquanto Xanoca, Xavier Lourenço e Tiago Mateus marcaram para os forasteiros, fixando o resultado final em 9-4.

Os leões voltarão a jogar em casa no próximo fim-de-semana, recebendo os alemães do Cronenberg para a segunda mão dos oitavos-de-final da Taça CERS, contando com uma vantagem de 12 golos alcançados em terras germânicas.



Fonte: Modalidades

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...