Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Reus vence mas Turquel está na luta

Reus vence mas Turquel está na luta
O Turquel recebeu o Reus e, pese a derrota por 2-3, está na disputa da eliminatória. Na Aldeia do Hóquei, o Turquel não se intimidou na recepção ao fi...

O Turquel recebeu o Reus e, pese a derrota por 2-3, está na disputa da eliminatória.

Na Aldeia do Hóquei, o Turquel não se intimidou na recepção ao finalista vencido da última edição da Taça CERS. Os turquelenses lutaram de igual para igual com o actual quarto classificado da OK Liga e ao intervalo apenas o tento solitário de Xavi Rubio fazia a diferença.

Xanoca fez o primeiro dos dois golos que mantêm o Turquel “vivo” na eliminatória

Na segunda parte, a equipa de João Simões nunca baixou os braços e, já depois de Xavier Lourenço não ter conseguido bater Roger Molina de grande penalidade, Alexandre Marques (“Xanoca”) repôs a igualdade.

Sempre sob a batuta do ex-Barcelona Raul Marin e com o ex-Benfica Marc Coy também em destaque na manobra da equipa agora às ordens de Enrico Mariotti, os “rojinegros” chegaram à vantagem pelo campeão do Mundo Matías Platero. Era uma fase do jogo em que os catalães pressionavam mais e Raul Marín, num tento de belo efeito, bateu Marco Barros, ainda a contas com uma lesão, para o 1-3.

A baliza do Turquel não está - definitivamente - abençoada. Marco Barros, mesmo condicionado, tem sido chamado à titularidade dado que Samuel Santos, o outro guarda-redes do plantel principal, contraiu uma ruptura de ligamentos no joelho. No banco esteve o júnior Miguel Silva.

O Turquel lutou e viu a sua determinação premiada com um golo de Pedro Vaz. Xanoca teve mesmo a oportunidade de fazer o 3-3 de grande penalidade mas, apesar do o golo não ter surgido, a desvantagem mínima deixa tudo em aberto para a segunda mão a disputar a 16 de Janeiro em Reus.

No final desta primeira mão, João Simões estava agradado com a resposta da sua equipa frente a um conjunto que mostrou porque é apontado como favorito.

Finalista vencido na última temporada, o Reus ataca a CERS com o objectivo de vitória. Enrico Mariotti, Marc Coy e Raul Marín foram unânimes em apontar à conquista da prova, não apontando no entanto tal como “o” objectivo, havendo outras provas para disputar. O mérito do Turquel foi reconhecido e a vantagem de um golo pode ser importante no jogo da segunda volta.

Só Sporting venceu

Nos outros jogos da Taça CERS, o Sporting viajou até à Alemanha e, longe dos rumores que assolam a secção, venceu de forma clara no arranque da defesa do título conquistado no ano passado. Os leões chegaram ao intervalo a vencer por 1-6 mas destroçaram os germânicos na segunda parte, com um 5-17 final.

No Minho, Juventude de Viana e Óquei de Barcelos empataram e vão discutir além-fronteira o apuramento para os quartos-de-final. Teoricamente com uma partida mais complicada, os vianenses empataram a três com o Vilafranca. Nota para a lesão do influente Roger Rocasalbas nos catalães, que devendo ficar afastado dos rinques mês e meio, poderá falhar o jogo da segunda mão a 16 de Janeiro.

O empate em Barcelos foi inesperado. Não que as equipas francesas não causem cada vez mais problemas às equipas do eixo Portugal-Espanha-Itália, até porque os barcelenses já tinham perdido na última época na recepção ao St. Omer. Mas a igualdade final a sete golos – e pese as ausências de Ricardo Silva e Luís Querido que regressam, com o castigo cumprido, no jogo da segunda mão – não deixou de surpreender.



Veja esta e outras noticias em: HoqueiPT

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...