Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Só Girão falta ao reencontro no Clássico

Só Girão falta ao reencontro no Clássico
A 11ª jornada do Nacional da I Divisão colocará frente-a-frente Benfica e Porto para um Clássico que promete ser um grande espectáculo de hóquei em pa...

A 11ª jornada do Nacional da I Divisão colocará frente-a-frente Benfica e Porto para um Clássico que promete ser um grande espectáculo de hóquei em patins.

Na Luz estarão presentes alguns dos melhores praticantes nacionais, desde logo nove dos dez eleitos para representar Portugal no último Mundial da modalidade, que decorreu em Junho em França. Com um grupo dito de futuro (só Valter Neves e Jorge Silva tinham mais de 25 anos...), Portugal quedou-se pelo terceiro lugar mas deixou a promessa de regressar aos títulos em breve.

Os seleccionados do Mundial 2015, com Ângelo Girão do Sporting e os restantes agora entre o encarnado e o azul: Valter, Diogo, João e Pedro (Benfica) e Rafa, Telmo, Gonçalo, Hélder e Jorge (Porto).

Desse grupo escolhido pelo seleccionador nacional Luís Sénica, apenas Ângelo Girão não actuará de certeza na Luz. Figura maior do Sporting, o valoroso guarda-redes quebra a hegemonia de águias e dragões neste último grupo que vestiu a camisola da principal Selecção Nacional. Mas não faltam rumores do interesse do FC Porto no concurso do internacional português para o lugar do catalão Edo Bosch, que este ano completou 40 anos.

À data do Mundial, os agora portistas Gonçalo Alves e Telmo Pinto representavam respectivamente a Oliveirense e o Valongo.

Entre os nove que poderão estar presentes na Luz, a grande dúvida reside na utilização de João Rodrigues, a contas com uma lesão que o impediu de dar o contributo à equipa nas últimas três partidas. Mas Diogo Rafael, Pedro Henriques e Valter Neves (no Benfica) e Gonçalo Alves, Hélder Nunes, Jorge Silva, Rafa e Telmo Pinto (com as cores do Porto) não deverão faltar.

Este é também um reencontro entre mundialistas de outras "contas". Por exemplo, Telmo Pinto e Miguel Rocha foram mundialistas Sub-20 em 2011 e já se defrontaram com as cores de Porto e Benfica. A última em 2012, na final do Nacional de Sub-20 em Turquel.

Outros mundialistas de 2015

Se nove mundialistas de 2015 parecem um bom cartão de visita, o cartaz para o Clássico da Luz coloca ainda a parada mais alta, com outros três jogadores que disputaram a final. Em França, acabou por fazer a festa a Argentina do benfiquista Carlos Nicolía e do agora - de novo - portista Reinaldo Garcia. Os dois internacionais argentinos tiveram como último obstáculo a Espanha, que contou com o reforço encarnado, Jordi Adroher.

Os agora rivais Nicolía e "Nalo" estiveram em destaque a “remar para o mesmo lado” na Argentina de Dario Giuliani que conquistou o Campeonato do Mundo

Mais argumentos? O Mundial de seniores de La Vendée não foi o único disputado no ano que está prestes a terminar. Em Setembro, em Vilanova (Catalunha), foi disputado o título Mundial de Sub-20 com o título a ser conquistado por Portugal. Nessa equipa estavam Álvaro Morais (“Alvarinho”), integrante do plantel principal do FC Porto, e Gonçalo Pinto, que nas provas nacionais surgiu no Benfica no lugar do lesionado João Rodrigues.

Os treinadores

A lista de protagonistas já vai longa mas os mundialistas de 2015 que estarão presentes neste Clássico não se esgota nos jogadores. O treinador do Benfica Pedro Nunes também esteve presente em La Vendée, à frente da selecção de Moçambique, alcançando o sétimo lugar. De resto, o duelo táctico entre o português Pedro Nunes e o catalão Guillem Cabestany também é aguardado com muita expectativa.

Pedro Nunes, esteve em 2015 pela segunda vez à frente de Moçambique num Mundial

Sem ainda nenhum Mundial no currículo enquanto treinador - foi campeão do Mundo como jogador em 2001 -, Guillem Cabestany, admirado em Espanha pelo trabalho com o Vendrell, saltou agora definitivamente para a ribalta com a dupla vitória sobre o FC Barcelona.

Como treinadores, Pedro Nunes e Cabestany já se defrontaram em quatro ocasiões, todas em 2013/14 e entre Benfica e um Vendrell necessariamente sem o mesmo poderio. Primeiro no seguimento da conquista da Liga Europeia, para a Taça Continental. O Benfica ganhou 3-5 em Vendrell e 5-0 na Luz.

Guillem Cabestany disputa o seu primeiro Clássico, mas defronta Pedro Nunes pela quinta vez

Pedro Nunes voltaria a vencer Guillem Cabestany em Vendrell para a Liga Europeia, por 3-6, mas no último encontro entre os dois treinadores que por estes dias fazem furor, a vitória sorriu a Cabestany. 1-3 na Luz. Nesse ano, Benfica e Vendrell chegariam à Final Four, mas acabariam por não marcar presença na final. O Benfica foi eliminado pelo anfitrião e futuro vencedor Barcelona, enquanto o Vendrell caiu às mãos do Porto.

O Clássico tem início agendado para as 17h deste sábado.



Veja esta e outras noticias em: HoqueiPT

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...