Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

30ª consecutiva vale liderança isolada

30ª consecutiva vale liderança isolada
Com a vitória conseguida em Turquel e o empate da Oliveirense no Livramento, o Benfica assumiu à oitava jornada a liderança isolado do Nacional da I D...

Com a vitória conseguida em Turquel e o empate da Oliveirense no Livramento, o Benfica assumiu à oitava jornada a liderança isolado do Nacional da I Divisão com 24 pontos contra 22 da equipa de Oliveira de Azeméis.

A 25 de Outubro de 2014, o Benfica empatava a quatro segundos do fim em Barcelos, em jogo a contar para a quarta jornada. Desde esse empolgante 5-5, as águias não conheceram outro resultado para o campeonato que não a vitória.

Golo de Nicolía evitou derrota em Barcelos; desde aí, só vitórias

O percurso vitorioso sobre o comando de Pedro Nunes começou com um triunfo tangencial por 4-3 na recepção ao Paço de Arcos a 4 de Novembro, passou pelo definitivo assumir da liderança sem companhia a 17 de Dezembro (11ª jornada, vitória no Dragão por 3-7) e teve o corolário a 18 de Abril. O Benfica voltou a vencer o Porto, agora na Luz, por 5-1 e garantiu o título nacional.

Mas o percurso não ficou por aí. Pedro Nunes vincou o desejo de acabar 2014/15 apenas com aquela mácula em Barcelos e conseguiu-o, terminando com 25 vitórias - 22 consecutivas - e apenas um empate.

A última derrota para o campeonato de Benfica e Pedro Nunes data de 17 de Maio de 2014. O FC Porto venceu as águias no Dragão Caixa por 3-2.

Depois de merecidas férias, já sem os argentinos Estebán Abalos e Carlos López mas com os catalães Marc Torra e Jordi Adroher, a época arrancou de forma aziaga com a presença na Supertaça António Livramento. Outra vez. Após a derrota com o Valongo em 2013/14, este ano a "desfeita" coube ao Sporting. Já em Outubro, o Benfica iniciou o percurso no seu bastião como terminara em Maio. Os encarnados "atropelaram" o Braga por 10-0 na primeira de oito vitórias consecutivas que, para já, valem a liderança isolada.

A 20ª vitória – sobre o Porto por 5-1 – garantiu o título nacional 2014/15

Números

Entre os dias 4 de Novembro de 2014 e 21 de Novembro de 2015, as 30 vitórias foram conseguidas por 15 vezes em casa e outras tantas fora de portas, com um total de 217 golos marcados e 57 sofridos. O Benfica é mais concludente em casa, e os números suportam a afirmação, com uma média por jogo de mais dois golos marcados (8.3 vs 6.1) e menos um sofrido (1.4 vs 2.4) do que nos jogos em casa dos rivais.

Vitória sobre o Sporting por 9-0, a 25ª da vitoriosa série encarnada

Sem o desgaste de todo um campeonato nem o desafio dos adversários mais fortes, esta época vai superando a anterior. Os encarnados marcaram até ao momento uma média de 8 golos por jogo contra 6.9 da época passada, sofrendo 1.6 por partida contra 2 em 2014/15.

Sporting (em dois jogos) e Braga (um) não conseguiram registar qualquer golo frente à equipa de Pedro Nunes. Os leões “vingaram-se” com a conquista da Supertaça este Setembro último, vencendo 4-2.

Nestas 30 vitórias, entre 16 adversários, Juventude de Viana e Candelária já foram derrotados três vezes cada, sendo que a Juventude de Viana até foi quem marcou mais golos às águias (9) mas cabendo aos picarotos o pior registo global com 26 golos sofridos e apenas dois marcados. Já a média é cruel com o Póvoa que, com apenas um jogo realizado neste ciclo, perdeu 15-1…

Até onde?

No jogo da próxima jornada, adiado para 9 de Dezembro em virtude dos compromissos europeus das duas equipas, o Benfica recebe um Valongo apostado em apagar a má imagem deixada nas duas últimas visitas à Luz. Em 2013/14, uma jornada antes de se sagrar campeão, o Valongo levou uma equipa "alternativa" à Luz e foi desfeiteado por 12-0, sendo que no ano passado não conseguiu muito melhor. O Benfica venceu por 10 golos sem resposta.

Paço de Arcos é tradicionalmente difícil; na última época, o Benfica venceu pela margem mínima, 4-5

Mas antes, em jogo relativo à 10ª jornada, o Benfica desloca-se a Paço de Arcos, terreno tradicionalmente muito difícil, já no ciclo complicado no fim de cada volta para os quatro primeiros da época anterior. Os números atestam a dificuldade do embate com o Paço de Arcos. Nas duas ocasiões deste ciclo de 30 vitórias em que se defrontaram, os jogos terminaram com vantagens tangenciais dos encarnados.

Depois, e já após a recepção ao Valongo, o Benfica recebe o FC Porto e a Sanjoanense e desloca-se a Oliveira de Azeméis a fechar a primeira metade do campeonato, já em 2016.



Veja esta e outras noticias em: HoqueiPT

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...