Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

BRAZETE 007 - ORDEM PARA MARCAR

BRAZETE 007 - ORDEM PARA MARCAR
O Albano Mateus recebeu no passado domingo um jogo com duas partes distintas e atípicas, contornos "jurássicos" com o regresso de Mário Serra aos rinq...

O Albano Mateus recebeu no passado domingo um jogo com duas partes distintas e atípicas, contornos "jurássicos" com o regresso de Mário Serra aos rinques e aos golos e um resultado que os mais optimistas nunca vaticinariam e com Pedro Brazete a marcar por sete vezes.
Ambas as equipas vindas de derrotas na jornada anterior e ambas longe daquilo que podem fazer dado ao excelente leque de jogadores que apresentam e a experiência por eles evidenciada, tentavam na tarde de domingo o regresso às vitórias e seria a equipa Unionista a primeira a dispor de uma soberana oportunidade. mas Pedro Brazete desperdiça a grande penalidade antes de volvidos os primeiros cinco minutos de jogo. Menos de um minuto volvido e é a equipa do Vilafranquense a beneficiar de uma grande penalidade que o jogador/treinador João Graça não desperdiça colocando o seu conjunto na frente do marcador. O União com mais posse de bola mas a encontrar o seu "ex-keeper" Orlando Pereira em tarde de acerto a negar todas as oportunidades viu a equipa adversária chegar ao 0-2 através de Bruno Monteiro que concluiu com sucesso um livre directo motivado pelo azul exibido a Rui Alves. A perder por dois golos e apesar do domínio, algo consentido diga-se em abono da verdade o União não só conseguia reduziu como viu a equipa que viajou da Capital da Sandes de Courato fazer o 0-3 num golo de belo efeito de Flávio Santos após uma boa jogada de entendimento. Com pouco mais de 6 minutos para se jogar na primeira parte o melhor que a equipa de Bruno Pereira conseguiu foi falhar mais um lance de bola parada, desta feita Rui Alves a não aproveitar o livre directo originado pelo azul exibido a Bruno Monteiro.
Intervalo: União FE 0  -  UD Vilafranquense 3 (Faltas: 6 - 8)
A etapa complementar traz para rinque um Vilafranquense a jogar na segurança da vantagem de três golos e um União à procura de dar a volta à situação e Brazete marcar o livre directo da 10ª falta adversária e a reduzir para 1-3. A equipa Unionista continuava na procura de dar a volta e à entrada dos últimos 10 minutos nova oportunidade para o União reduzir, mais um livre directo (azul a Rui Madaleno) e Mário Serra a desperdiçar, mas ainda nesse minuto Pedro Brazete bisa e faz o 2-3, o que fez soar os alarmes na equipa de João Graça que passava de uma situação confortável, para um complicada, e mais complicada viria a ficar volvido um minuto quando Mário Serra fazendo num rodopio na área empata a partida para gladio dos adeptos e este golo para além de colocar de novo o União na luta pela vitória teve o condão de desorientar Orlando Pereira que a partir daqui foi sofrendo golos atrás de golos. A volta ao marcador seria selada por Brazete na conversão de uma  grande penalidade e confirmada logo de seguida pelo mesmo jogador na marcação de um livre directo. Com cerca de sete minutos para o final o União vencia por 5-3 perante um Vilafranquense que animicamente tinha acabado e não conseguia por em pista a qualidade demonstrada no primeiro tempo. Os golos viriam de novo a surgir e para a equipa da casa nos últimos três minutos, com Brazete a fazer o 6-3 num contra-ataque e de novo Brazete com o setique "on-fire" e de novo em contra-ataque a colorir o placard com um 7-3. No ultimo minuto e para que não ficassem duvidas sobre a justiça do vencedor Brazete para não variar muito em contra-ataque faz o 8-3. A equipa de Vila Franca de Xira poderia ter minimizado o resultado mas João Graça perante Ricardo Rosa que substitui Rodrigo Saboga não consegue concretizar o livre directo da 10ª falta Unionista. Quase em cima do apito final tempo ainda para Filipe Brizida emendar à boca da baliza para mais um golo.
Final: União FE 9  -  UD Vilafranquense 3 (Faltas: 10 - 17)
Vitória justa da equipa Unionista pelo produziu na etapa complementar tendo como pedra basilar Pedro Brazete em tarde sim, a marcar por sete vezes e a ser o grande obreiro da vitória. A equipa do Vilafranquense talvez fruto do resultado conseguido na 1ª parte entrou algo displicente no 2º tempo e nem a experiência dos seus atletas conseguiu estancar o vendaval alvi-negro, e será certamente uma situação a rever por João Graça em futuras situações.
O arbitro Hélder Pardal fez um trabalho aceitável tendo na minha opinião dois erros e um para cada lado que foi a marcação das duas primeiras grandes penalidades. Contestado por ambos os conjuntos e pressionado pelo publico, o juiz Ribatejano fez apelo à experiência adquirida enquanto arbitro de futebol e não se deixou influenciar.
União FE (9): Rodrigo Saboga(gr), Rui Alves (c), Miguel Boavida, Bruno Pereira e Pedro Brazete (7)Suplentes: Ricarod Rosa (gr), Eliseu "Zig" Raimundo, Mário Serra (1), Filipe Brizida (1) e André VieiraTreinador: Bruno PereiraUD Vilafranquense (3): Orlando Pereira (gr), Bruno Ribeiro, Bruno Monteiro (1), Flávio Santos (1) e Pedro MorujãoSuplentes: Fábio Guerra (gr), João Graça (1), Renato Matos, Rui Madaleno e Rui MouralinhoTreinador: João Graça
Com  esta vitória o União subiu à 7ª posição com 10 pontos e na próxima jornada folga. A UD Vilafranquense caiu para a 11ª posição com 6 pontos e na próxima ronda recebe o Alcobacense CD actual 3º classificado com 16 pontos.

Fonte: Francisco Gavancho / Cartão Azul

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...