Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

André Costa no Dragão com o Iserlohn

André Costa no Dragão com o Iserlohn
Foto de capa: Der Westen Tem inicio este sábado mais uma edição da Liga Europeia. O Barcelona defende mais uma vez o título, procurando o 22º da sua ...

Foto de capa: Der Westen

Tem inicio este sábado mais uma edição da Liga Europeia.

O Barcelona defende mais uma vez o título, procurando o 22º da sua história e terceiro consecutivo. Integrados no grupo A, os blaugrana terão pela frente o Porto, o Breganze e o Iserlohn, onde jogam vários portugueses, entre os quais André Costa.

“Estamos num grupo de sonho”, refere André, no clube desde 2013, sobre os seus adversários, todos participantes na última Final Four da prova máxima de clubes a nível europeu e mundial. No entanto, o jogador formado no Odivelas e no Paço de Arcos quer dar luta. “Vamos fazer de tudo para dificultar os jogos aos adversários e demonstrar que o hóquei alemão está cada vez melhor”, promete.

O Porto, primeiro adversário do Iserlohn na Liga Europeia, conta com Reinaldo Garcia, detentor do título

O Iserlohn estreia-se no Dragão Caixa com o Porto. “Não esperamos facilidades mas também não vamos com medo”, avisa. “Vamos jogar cara a cara com eles, mesmo sabendo que são superiores. Vamos fazer o nosso jogo e ver o que acontece”, revela.

Este é um regresso a “casa” com um sabor especial para André Costa. “Claro que para mim é um jogo especial, pois é no meu país e contra jogadores que admiro muito e conheço bem. Espero que seja um grande jogo de hóquei”, deseja.

Outra vida

André Costa chegou ao Iserlohn em 2013, proveniente do Valkenswaard holandês. “A experiência está a correr bem. No meu primeiro ano aqui não atingimos os objectivos, mas este meu segundo ano foi de sonho: fui campeão da Bundesliga”, recorda, naquele que foi o seu primeiro título sénior. ”Já tinha sido campeão em Portugal mas apenas nas camadas jovens. Como sénior é uma sensação especial”, explica.

A adaptação decorre com normalidade, apesar das diferenças. “Uma das principais diferenças que encontrei foi o clima”, realça. “As pessoas são mais reservadas e a nível de hóquei ainda têm muito para evoluir, mas claro que as coisas vão melhorando com a presença de cada vez mais portugueses e espanhóis na Bundesliga”, refere. A língua é outra questão - “muito difícil” – mas André está contente com o que tem aprendido. “Nunca pensei saber tanto em apenas dois anos, pois não tive tempo para ir à escola e tudo o que aprendi foi no trabalho e no hóquei”, congratula-se.

Com mulher portuguesa e um filho de sete meses, André Costa trabalha numa empresa de montagem de ares condicionados. “Levanto-me todos os dias às 6h30. Começo a trabalhar às 7h30 e nunca tenho horas para sair. Depois vou para casa e treino 3 vezes por semana”, descreve. “Aqui não há jogadores profissionais, todos trabalhamos”, sublinha, dando um exemplo. “Fomos campeões e a festa durou até perto das duas da manhã. Às 7h da manhã já estava na empresa para trabalhar”, conta.

Na integração, André não esquece os outros portugueses do Iserlohn, inclusivamente já internacionais pela Alemanha. “Agradeço o apoio do Sérgio Pereira e do Jorge Fonseca, que me ajudaram em tudo”, faz questão de frisar.

As outras equipas portuguesas na Liga Europeia

FC Porto e Iserlohn integram o grupo A de entre quatro grupos com uma equipa portuguesa cada. No grupo B está o Benfica, que nesta ronda recebe o Vic, equipa que lidera a OK Liga, com quatro vitórias em quatro jogos. O Valongo recebe os franceses do Quevert em jogo a contar para o grupo C, ao passo que a Oliveirense, de regresso à Liga Europeia depois de um ano de ausência, recebe o Basel, agora já sem os portugueses da última temporada.

Marc Torra, agora no Benfica, ganhou a Liga Europeia nos últimos dois anos

Na CERS, duelos contra austríacos

Na Taça CERS, o campeão Sporting folga, ficando à espera de adversário nos oitavos-de-final. Nessa fase da prova deverá contar com a companhia das outras três equipas portuguesas em prova, que para lá chegarem têm de vencer adversários austríacos.

Quis assim o sorteio que a Juventude de Viana recebesse nesta primeira mão o Dornbirn e o Barcelos defrontasse o Villach. A única equipa portuguesa a viajar neste sábado europeu é o Turquel. A equipa da ”Aldeia do Hóquei” viaja até à Áustria para medir forças com o Wolfurt.



Veja esta e outras noticias em: HoqueiPT

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...