Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

EXIBIÇÃO "QB" GARANTIU O REGRESSO ÀS VITÓRIAS

EXIBIÇÃO
Neste regresso ao "Alfredo Bento Calado" a equipa do "Tigres" sabia que era imperioso regressar tb às vitórias e se possível associar os 3 pontos a um...

Neste regresso ao "Alfredo Bento Calado" a equipa do "Tigres" sabia que era imperioso regressar tb às vitórias e se possível associar os 3 pontos a uma boa exibição: Na verdade a vitória foi conseguida, mas a exibição, essa foi apenas "QB"
Mas vamos às principais incidências do jogo.
De inicio os Tigres jogaram como é habitual com:23- Carlos Coelho (Pilé) Gr.4 - André Martins (Kéké) (Cap.)45 - João Silva (Janeka) (3 (1 de LD))5 - André Gaspar (1)28 - Paulo Passos (Paulinho) (2)
Jogaram ainda:55 - Márcio Nunes7 - Anderson Luís8 - Hugo Morais (1)26 - João Galão (1)10 - João Patrício Gr.
A equipa da "capital da sopa da pedra" mostrou logos nos instantes iniciais ao que vinha, tentando através de uma pressão alta, tomar rapidamente conta dos acontecimentos. Do outro lado a equipa Açoriana viu-se privada do seu jogador/treinador Júlio Soares logo nos primeiros instantes, com este a permanecer em pista pouco mais de 1 minuto, mas regressando ao jogo já na recta final da partida, o que nos deixou na duvida sobre a razão dessa situação inicial que nos parece de alguma forma ter causado alguma instabilidade à equipa insular.

Apesar desta aparente condicionante açoriana, a equipa do Tigres parecia algo ansiosa na procura do golo, com ataques demasiado curtos e bastante precipitação nas acções ofensivas, que eram muitas vezes goradas por excesso de individualismo dos jogadores às ordens de Pedro Nifo, se juntarmos a isto alguma descoordenação no pressing defensivo, não foi de estranhar que os "Açorianos" fossem ganhando confiança, tendo começado a ameaçar a baliza adversária, com "Pilé" a ser posto à prova em 2 ou 3 situações.
Foi curiosamente na altura em que o Marítimo começava a ser mais atrevido, que o Tigres chega ao primeiro da tarde, por João "Janeka" Silva que numa rápida transição ofensiva, combina com Gaspar e já dentro da área finaliza com êxito, estavam decorridos 8 minutos de jogo.
Este golo teve o condão de tranquilizar a equipa de Almeirim, que passando a ser mais efectiva na pressão defensiva foi encostando cada vez mais atrás a equipa da Calheta, tendo sido por isso sem surpresa que uma "bomba" de Janeka voltasse a levantar das cadeiras os adeptos da casa. O Marítimo passava por momentos de aflição, sem conseguir ter bola no ataque e a equipa da casa aproveitou para aumentar para 3-0, desta feita por "Paulinho" que ao 2º poste encostou a passe de Janeka.
Estávamos a 1/2 do 1º tempo e o jogo parecia desde logo estar sentenciado, com o Marítimo a não demonstrar argumentos que pudessem por em causa esta vantagem.
A 8 minutos do final, Pedro Nifo solicita o 1º time-out do jogo e promove 2 alterações, lançando Márcio e Anderson para os lugares de Janeka e Gaspar, com esta dupla substituição o ritmo de jogo subiu ligeiramente e o Tigres passou a jogar mais em 2:2 em detrimento do 3:1 utilizado até então, mas nada de mais haveria para contar, a não ser o facto de Paulo Passos ter visto um golo de belo recorte (executando em picadinha uma bola que veio da tabela de fundo) ser anulado por Luís Nunes, que entendeu que a bola teria subido acima do regulamentar, ficaram as dúvidas...
Intervalo: HC Os Tigres  3 vs 0 Marítimo SC - Faltas de equipa 5 - 2
O início de 2ª parte não foi muito diferente do que se assistiu na maior parte da 1ª parte, com o Tigres a criar uma grande ocasião de golo logo no 1º minuto, com Márcio a rematar ao ferro, depois de um excelente entendimento com Anderson. Os pupilos de Júlio Soares iam tentando equilibrar as operações, mas eis que surge o 1º castigo máximo, com Pedro Soares a carregar Paulinho dentro da área de forma ostensiva, tendo por isso visto o cartão azul.Paulinho não converte, mas na sequência do lance, vai buscar a bola à tabela de fundo e coloca-a dentro da baliza açoriana, de novo através de uma picadinha exemplar, mas uma vez mais a dupla de arbitragem anula o golo, tendo desta vez sido António Gameiro a tomar essa decisão no mínimo polémica. Assistiu-se então ao 1º power-play da partida, mas o Tigres não conseguiu aproveitar essa vantagem.
Instantes depois, Paulinho é de novo carregado à margem das leis, desta feita por Tiago Leite que vê o correspondente cartão azul, reentra Janeka, rendendo o capitão Kéké, para tentar marcar, mas tb ele não consegue converter mais uma bola parada, no entanto desta feita é bem aproveitada a vantagem numérica do "power-play" e Paulinho bisa na partida (4-0), depois de uma rápida troca de bola entre os jogadores do Tigres libertar o autor do golo ao 2º poste.

André Gaspar, que entretanto tb havia reentrado na partida, é derrubado à entrada da área uma vez mais por Pedro Soares que vê desta forma o Azul pela 2ª vez. Janeka é chamado de novo á conversão e desta vez não perdoa, fazendo o 5-0 e obtendo um "hat-trick" na partida.
Estávamos à 14 minutos do final do jogo, que há muito parecia resolvido, residindo apenas o interesse em se perceber o score final, pelo que a história desta recta final se conta pelos golos marcados, com o destaque dos 2 últimos terem sido obtidos pelos jovens da casa, primeiro por Hugo Morais a passe de Gaspar e depois a ser Hugo Morais a assistir João Galão para um golo de belo efeito, desviando ao 2º poste uma bola a 1/2 altura, fechando dessa forma a contagem em 8-2. Antes disto destaque para entrada em pista do Guarda Redes João Patrício que jogaria os últimos 7 minutos, numa altura em que A.Gaspar já tinha ampliado para 6-0, finalizando depois de uma assistência de Kéké. salientar ainda a ligeira reacção da equipa insular, que num assomo de grande brio, reduziu de forma quase consecutiva para 6-2 sendo o autor desta reacção o camisola 55 Tiago Leite.
Em resumo um resultado que traduz na perfeição a superioridade sempre manifestada pelo Tigres durante a partida.
No próximo sábado a equipa de Almeirim viaja até ao Estoril para defrontar a AJ Salesiana.
Crónica/Fotos: José Carlos Gaspar

Fonte: Francisco Gavancho / Cartão Azul

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...