Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Que futuro terá o Torneio Jorge Coutinho? Interessa ou não aos clubes?

Que futuro terá o Torneio Jorge Coutinho? Interessa ou não aos clubes?
Terminou no passado domingo mais uma edição do Torneio Jorge Coutinho, evento organizado pela Associação de Patinagem do Minho e que contou com a part...



Terminou no passado domingo mais uma edição do Torneio Jorge Coutinho, evento organizado pela Associação de Patinagem do Minho e que contou com a participação de nove dos seus filiados.

Uma vez ficou provado o desinteresse em relação ao referido torneio que pretende todos os anos homenagear a figura de Jorge Coutinho como pessoa e dirigente desportivo.
Nem mesmo o apelo do presidente da AP Minho, Licínio Santos feito na apresentação do referido torneio fez aumentar o interesse na prova.
Espero sim que todos os clube apresentem o seu melhor fato, a sua melhor roupagem para engrandecer o Torneio, visto estarem presentes equipas com tradição no Minho e com projecção nacional e internacional ".


Apesar de convidados todos os presidentes dos clubes intervenientes, apenas foi possível ver três na tribuna principal a assistir ao jogo.
Quando o referido torneio foi criado toda a gente bateu palmas, porque assim permitia às equipas do Minho fazerem jogos que preparação para a época que se aproximava.As primeiras edições correram pelo melhor, mas depois começaram a surgir os próprios torneios dos clubes minhotos e algumas queixas face à apresentação de equipas B.O então o calendário que era disputados por todos, mesmo com apuramento final do ultimo ao primeiro classificado, passou-se a jogar os quatro primeiros e nas ultimas edições apenas a final.Depois surgiram as vozes que deviam ser apenas clubes do Minho a participarem, quando foram convidados o CD Povoa em 2011 e 2013, o Cucuães em 2012 e a equipa espanhola do Corunha em 2012.
Para uma melhor divulgação da modalidade longe vão os tempos que no dia da final o pavilhão municipal de Barcelos era aberto às 8 horas da manha e só fechava depois do jogo decisivo com todas as equipas a jogar e muito publico a assistir
Se a edição de 2014 já mereceu criticas como reconheceu Licínio Santos " No ano passado pelo que se constatou a realização desta torneio parece que foi uma obrigação, não tendo a grandeza que merece o dirigente Jorge Coutinho", a de 2015 também não foi muito interessante.No passado domingo no pavilhão municipal de Barcelos, o jogo entre a Juventude de Viana e o Riba d'Ave contou nas bancadas com pouco mais de cem pessoas ( ver foto ).

Essas pessoas na sua grande maioria de Riba d'Ave deram um colorido evento, batendo palmas, assobiando mas fizeram-se ouvir. Adeptos afectos à Juventude de Viana muito poucos.E se não fossem os adeptos do clube de Famalicão teria sido como o ano passado onde a final foi presenciada por cerca de cinquenta pessoas.Outro ponto que mostra o desinteresse na prova é a sua própria divulgação e o seu acompanhamento, salvo excepçõesNuma final entre um clube de Viana do Castelo e um de Famalicão não se deu pela presença de nenhuma comunicação social desses dois concelhos.No dia a seguir nem na comunicação social nacional foi visível sequer o nome do vencedor...A fechar resta agradecer aos colaboradores do Hóquei Minhoto que tudo fizeram para que fossem divulgados todos os jogos do evento.Esses sim divulgaram Jorge Coutinho, como pessoa, como dirigente e como modalidade.



Fonte: Hóquei Minhoto

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...