Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

JORGE GODINHO CONTINUA NA SENDA DOS TÍTULOS

JORGE GODINHO CONTINUA NA SENDA DOS TÍTULOS
Começam a faltar adjectivos para qualificar a prestação de Jorge Godinho enquanto treinador,  e os sucessivos títulos nos escalões de formação e ...

Começam a faltar adjectivos para qualificar a prestação de Jorge Godinho enquanto treinador,  e os sucessivos títulos nos escalões de formação e alguns em seniores são disso o exemplo.

Foto: Nuno Sousa

Esta época mais um a somar ao seu palmarés com a conquistas do Nacional de Juniores (Sub-20) onde se juntaram ao técnico Ribatejano, quatro atletas igualmente Ribatejanos, oriundos do SC Tomar onde se tinham sagrado campeões nacionais de Juvenis (Sub-17) sob a batuta de Pedro Nobre. Fomos até à Princesa do Nabão ter com Jorge Godinho para uma entrevista que se justifica pelo trajecto vitorioso que tem vindo a traçar ao longo da carreira.CA - Boa tarde Jorge, obrigado pela disponibilidade. Que balanço fazes desta época no que à equipa de Juniores diz respeito?JG –Viva Francisco. De fato foi uma época bem conseguida. Fomos campeões distritais e campeões nacionais de sub-20,  objectivos que tínhamos traçado no inicio da época. A juntar a estes títulos tivemos uma presença muito boa,muito digna no campeonato nacional da 2ª divisão de seniores com um 3º lugar muito interessante. Vencemos também alguns torneios durante a época como foi os casos de Alenquer, Almeirim e o prestigiado Torneio de Tomar.CA - Num final-four onde tinham adversários de renome da modalidade, conseguem chegar ao final com um percurso quase imaculado (apenas um empate em casa do eterno rival). Como se consegue manter este nível até final, numa época que é bastante longo e com níveis de exigência elevados?JG –Sim foi uma época bastante desgastante. Fizemos entre jogos oficiais e jogos treino cerca de 82. Juntando mais 151 unidades de treino. Mas o que é importante é que chegamos á altura das decisões com a equipa muito bem fisicamente, motivadissima..e com um desejo enorme de recuperar este titulo perdido o ano transacto. Sabemos que passamos o ano sempre a trabalhar e que tudo se decide nesta fase final. Conseguimos passar sempre com êxito todas as fases do nacional..sempre em 1º lugar.. juntando a isso a experiência ,maturidade, rodagem que uma 2ª divisão nos deu, chegamos à ultima fase com muita confiança do nosso valor..muito equilibrados em termos de equipa..sabendo o que fazer nas 3 fases de um jogo(a vencer,empatado e a perder)..e isso fez com que vencêssemos este titulo .Passamos por momentos difíceis..mas mesmo aí a equipa soube ser solidária,coesa e com uma grande alma. Foi muito bom ver o crescimento que esta equipa teve durante esta fase final.CA - Qual a tua opinião acerca deste novo modelo de apuramento de campeão nacional, onde jogam todos contra todos, em detrimento da normal F4 onde um "dia não" hipoteca uma época?JG – Foi muito benéfico. É mais justa. Dá para ver qual a mais regular. As antigas F4 eram muito cruéis para quem perdia numa meia final. São muitos nervos que se apoderam nos atletas,muita ansiedade..e se calhar não premeia a melhor equipa. Por outro lado dá oportunidade aos atletas pisarem palcos que nunca pisaram.Passar toda a formação sem pisar um pavilhão da Luz, Barcelos, Porto é muito aborrecido. E assim dá para sentirem a adrenalina que é jogar num campo rival. Uma F4 em que joguem todos contra todos também merece aprovação. Bem como um campeonato a 8(4 do norte +4 do sul).CA - Neste equipa de Juniores estão quatro jogadores oriundos do SC Tomar (Tiago Godinho, Pedro Martins, Carlos "Carlitos" Silva e o Gonçalo Domingues) que voltaram a saborear um campeonato nacional. Esta é a confirmação que em Tomar se trabalha bem nos escalões de formação (aliás como é sabido) e caso este quarteto se mantivesse nas margens do Nabão juntos com os outros atletas que se sagraram campeões nacionais em Sesimbra, poderia agora estar-se em Tomar a celebrar o titulo nacional de juniores?JG – O Sporting Clube de Tomar é um clube que tem feito um trabalho extraordinário na formação. Quando se aplicou o projeto do Paço de Arcos, na altura tinha Paulo Baptista como seu coordenador, a qualidade da formação foi crescendo. Curiosamente foram estes e outros que deram inicio a esse trabalho. Lembro me que estes atletas tiveram uma evolução gradual, com vários treinadores (Pedro Nunes, Paulo Lopes, Nuno Lopes e Pedro Nobre) cada um com a sua quota parte..e foram crescendo duma forma sustentada. O titulo nacional de Juvenis foi um processo natural, com muito trabalho..e que foi potenciado pelo Pedro Nobre. Maia a mais sendo um clube da “província”o êxito ainda foi maior.
Se esta equipa voltaria a ser campeã? Varias equações se colocariam agora..uma delas era o factor surpresa,que já não seria tão importante como o foi. Agora penso que tiveram e continuaram a sua evolução pese embora muitos tenham saído para outros clubes. Na altura a direcção do Sporting de Tomar poderia ter apostado nestes miúdos para uma geração que poderia de ser de 10 anos nos seniores do clube..Houve outras opções que se respeitam..mas penso e sei que o actual treinador de seniores do Sporting de Tomar está a tentar juntar muitos deles o que tornará o clube ainda mais forte.CA - Sabemos que o Pedro Martins está de regresso a casa, o futuro dos outros três atletas passa por mais uma época de Águia ao peito?JG – Sim o Pedro Martins está de regresso a Tomar. Um pouco daquilo que referi na questão anterior. O Tiago, o Carlitos e o Gonçalo continuaram a sua evolução..o seu crescimento no Sport Lisboa e Benfica.CA - Mudando de escalão depois da conquista do Nacional da III Divisão, o SL Benfica "B" de que és tecnico também, fizeram uma época ao mais alto nível terminado na 3ª posição. Que balanço deste desempenho?JG –Sim de fato foi um campeonato muito bom para nós. Tinhamos o objetivo de continuar o nosso crescimento..fomos campeões da 3ª divisão e queríamos vencer também o da 2ª divisão. Não nos foi possivel..mas não deixa de ser muito positiva a nossa prestação.Jogamos com equipas bastante evoluídas..algumas com jogadores de referencia, com treinadores experientes e de qualidade e isso foi muito benéfico para nós. Jogar em recintos sempre complicados fez com que a equipa desse um salto significativo. No confronto com todas as equipas só o Sporting de Tomar nos foi superior no conjunto dos 2 jogos. Fomos a equipa com o maior numero de golos marcados,tivemos o melhor goleador..e fomos a 3ª equipa com menor numero de golos sofridos. Qualquer modo queremos melhorar para o próximo ano..queremos ser mais sólidos..embora com uma equipa ainda mais jovem já que decidimos que não apresentaremos jogadores de 1º ano sénior (este ano casos de Diogo Rodrigues, Xanoca e Tiago Jorge). Como tal daremos mais minutos a jogadores mais jovem para que possam evoluir com mais regularidade.
Aqueles que criticaram o Benfica por ter entrado nesta competição..aí têm a resposta com a conquista do campeonato nacional de sub-20. Equipa sempre elogiada pelos adversários..mais experiente..Devido a quê? Á participação no campeonato da 2ª Divisão. Curiosamente já vemos outros clubes a seguirem o nosso caminho com equipas B.CA - Vamos agora falar do futuro. O Jorge Godinho vai continuar a treinar as equipas do SL Benfica, em em caso afirmativo, quais os objectivos para a próxima época?JG – Só não ficarei no Benfica se o Benfica não o desejar. Não estou no Benfica por vaidade..ou por dinheiro.Estou porque gosto,amo o Benfica..e estou no melhor clube de Portugal. Está tudo definido para o próximo ano. Quero muito continuar no Benfica e continuar o nosso trabalho. Digo nosso..porque no Benfica a palavra que se utiliza é NÒS..e não o eu..! Agora ser treinador do Benfica não é facil..há uma grande responsabilidade. E nisso tenho que destacar um grande dirigente que tenho..o ENG TRINDADE. Tenho aprendido muito com esta pessoa..homem sempre presente..que não nos deixa faltar nada. Mas..rigoroso quando tem de ser. Pessoas boazinhas com palmadas nas costas estou farto delas..agora o ENG TRINDADE diz tudo o que tem a dizer na cara. Pessoas assim é que gostamos. Defender o Benfica sempre em 1ºlugar.
Curiosamente foi a ele que me dirigi o ano passado aquando da perda da F4 em Barcelos com o H.C.Braga e lhe disse..«Eng fui eu que perdi este titulo e não aceito este falhanço devido ás condições que me deu..portanto o falhanço é meu..e deixo o meu lugar vago». Hoje recordo as palavras de resposta do Eng..encorajando me para este ano..e que este ano voltaríamos a ser campeões. Palavras sábias..que eu agradeço profundamente. Durante a época..sempre o pensamento de não poder defraudar esta confiança do meu director.

CA - Antes de finalizar, como vês os escalões de formação no Ribatejo?JG –Penso que estão a ir no bom caminho. Vejo os clubes com muita atenção na formação. Vejo clubes com todos os escalões dos pequeninos. E isso trará resultados no futuro. Vejo a selecção do Ribatejo a bater o pé a selecções com mais argumentos..vejo clubes a chegarem até ás fases finais..e vejo treinadores que com menos recursos a fazerem bons trabalhos. A participação nos distritais da APL tem ajudado no crescimento. É custoso financeiramente? Sim claro..mas se queremos evoluir temos de nos sacrificar.CA - SC Tomar e HC "Os Tigres" são apontados como sérios candidatos à subida à I Divisão, tu que conheces bem ambas as realidades e ambos os clubes, concordas com esse estatuto de candidatos?JG – Sim concordo. O Sporting de Tomar é sempre candidato porque é um historico..tem uma boa equipa..muito bem orientada..como tal será candidata. Os Tigres é um clube especial..se todos torcerem para o mesmo lado é candidato..se houver divisões passará por dificuldades. Haverá mais equipas que podem entrar na luta.CA - Obrigado Jorge, por mais uma vez concederes uma entrevista a este espaço, e deixo o espaço aberto para alguma mensagem que queiras enviar aos visitantes do Cartão Azul.JG - Gostava de dar uma palavra ás minhas referencias. São pessoas especiais no meu crescimento e que em todos os titulos faço questão de agradecer.
Na parte da formação refiro-me a Pereira da Silva. Meu treinador nos escalões de formação do Sporting de Tomar,pessoa por quem tenho grande estima e consideração..e só eu sei o quanto foi importante no meu crescimento.
Na parte da competição não posso deixar de dar uma palavra ao Carlos Dantas. É a minha referencia até morrer. Com ele estou sempre actualizado. Muitas das situações em que tenho duvidas..é do tempo em que foi meu treinador que me lembro.
Depois a todos os atletas que tive..Sporting Tomar, Juventude Ouriense, Tigres e Benfica. Sem a ajuda deles era impossível todos os anos vencer algo. Obrigam me a ter soluções para a sua evolução.Ao Pedro Nunes que como treinador da equipa sénior sempre me ajudou no trabalho de equipa e que permitiu aos jovens terem contacto com a competição ao mais alto nível.
Aos seccionistas..aos pais..reconheço todos os vossos sacrifícios para que nada falte.
Ao Cartão Azul..o meu muito obrigado.

Fonte: Francisco Gavancho / Cartão Azul

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...