Mundo Do Hoquei - Portal informativo de Hoquei em Patins

Rui Neto «Foi tudo mau de mais»

Rui Neto «Foi tudo mau de mais»
Um dia depois da chegada a Portugal, deixando para trás um Mundial polémico, o seleccionador nacional de hóquei em patins, Rui Neto, fez um balanço em...

Um dia depois da chegada a Portugal, deixando para trás um Mundial polémico, o seleccionador nacional de hóquei em patins, Rui Neto, fez um balanço em que voltou a falar na arbitragem de António Gomez e Enrico Armati, dois nomes que o treinador nunca mais esquecerá.


Depois das meias-finais, e da derrota frente à Argentina, disse que "estava tudo cozinhado". Acredita que os erros que eliminaram Portugal foram intencionais?
Sim, claro. Uma coisa são erros pontuais, outra são erros gritantes durante 40 minutos. E não podemos falar unicamente dos lances mais grosseiros, como penáltis que não existiram, penáltis ao contrário, penáltis repetidos, golos anulados, mas também faltas de equipa que não se marcaram, pois a Argentina esteve 15 minutos sem faltas, ou faltas de equipas inexistentes. A nós marcaram faltas no ataque que só os árbitros viram e fomos das quatro faltas à 11 num instante. Houve ainda uma falta marcada a ambas as equipas no mesmo lance e sempre que era apitada falta o marcador nunca parava. Foi tudo mau de mais.

A ideia de jogar com uma faixa preta num braço contra Moçambique e de boicotar a entrega das medalhas foram formas de protesto?
A faixa negra foi uma forma de mostrarmos que o hóquei estava de luto. Mas quanto às medalhas, sucedeu algo caricato. A nossa ausência na cerimónia funcionou como uma forma de protesto, mas não era essa a intenção. Não temos esse mau perder. Depois do jogo para o terceiro lugar regressámos aos balneários, pois tínhamos de organizar todo o material que lá tínhamos e queríamos ver a final. Mas a confusão era tanta que não tínhamos lugar nem de pé. Então, saímos do pavilhão, voltando ao balneário. Esperámos que nos chamassem, mas isso nunca aconteceu. E demos conta que a cerimónia de encerramento tinha começado sem termos sido chamados, como manda o protocolo. Quando reparámos, já a Espanha tinha a taça.

Como foram as reacções ao polémico Portugal-Argentina?
Entre nós instalou-se um sentimento de revolta. Alguns jogadores já viveram situações em que Portugal foi prejudicado, mas esta foi demasiado escandalosa. Ficou a certeza de que a Argentina tinha de ir à final e como Portugal se cruzou no caminho não teve sorte. Pessoas ligadas ao hóquei espanhol e argentino sentiram-se envergonhados. Panchito Velásquez esteve no pavilhão e saiu dez minutos antes do fim, dizendo que não conseguia mais ver aquilo. Os espanhóis disseram-nos que o árbitro suíço não sabia mais, mas já espanhol era de lamentar...


Paula Capela Martins - O Jogo

Comentários

Notícias lidas no momento

A carregar...